Coronavírus

Velórios em Curitiba vão ter que seguir novas regras, até mesmo os sem suspeitas de coronavírus

Lucas
Lucas Sarzi Com informações da Prefeitura de Curitiba, editado por Lucas Sarzi
Velórios em Curitiba vão ter que seguir novas regras, até mesmo os sem suspeitas de coronavírus
Foto: Pixabay.

14 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:47

As secretarias municipais da Saúde e do Meio Ambiente, por meio da Vigilância em Saúde e do Departamento de Serviços Especiais, fizeram uma revisão das condutas em caso de morte confirmada ou por suspeita de covid-19. A intenção é reduzir as possibilidades de contágio pelo novo coronavírus, por isso os sepultamentos vão passar por novos procedimentos.

As novas regras estão no Decreto 523, de 9/4, da Prefeitura Municipal de Curitiba. Além de reforçar as barreiras para evitar a transmissão, elas agilizam o processo de atendimento das famílias e favorecem o monitoramento dos casos da doença.

Entre as determinações, estão a obrigatoriedade de informação oficial sobre a suspeita ou confirmação da infecção às famílias e ao Serviço Funerário Municipal pelo emitente das Declarações de Óbito. Também deve ser feita a orientação da necessidade de quarentena entre os familiares.

Nos casos de morte ou suspeita por covid-19, o caixão será fechado pela funerária e não poderá mais ser aberto. Dessa forma, há uma barreira física para eventual transmissão do vírus. A fim de evitar aglomerações, as despedidas devem ser curtas e ambiente ao ar livre, pouco antes do sepultamento, que deve acontecer no mesmo dia do óbito.

“Os velórios e enterros são sempre momentos de dor para as famílias e amigos”, diz a diretora de Serviços Especiais, Clarissa Grassi. “Mas no momento em que a cidade enfrenta uma pandemia, é necessário que tomar precauções extras para evitar que as despedidas acarretem mais casos de doença”, completa.

Procedimentos e protocolos

Fica proibida a realização de procedimentos de tanatopraxia (prática de conservação do corpo, serviço facultativo) e translado do corpo para outras cidades (exceto quando for para alguma cidade da Região Metropolitana de Curitiba). Demandas religiosas específicas deverão ser previamente acordadas junto à Diretoria do Departamento de Serviços Especiais.

Funerárias, capelas mortuárias, cemitérios dentre outros, deverão cumprir o Protocolo de Curitiba contra o coronavírus (COVID-19) para Serviços Funerários e Funerárias e Congêneres. As regras foram dispostas na página da internet saude.curitiba.pr.gov.br.

Velórios sem suspeita

Velórios de falecimentos sem suspeita de covid-19 devem ter, no máximo, duas horas de duração e acontecer apenas em capelas mortuárias maiores de 30 metros quadrados, a fim de evitar aglomeração. Serão permitidas dez pessoas que fiquem a uma distância mínima de um metro e meio entre cada uma delas.

A Secretaria Municipal de Saúde também recomenda que todos os presentes usem máscaras caseiras de proteção no ambiente. “Pedimos a colaboração para que se deixem as janelas e portas do local do velório abertas, para manter a ventilação. E que pessoas dos grupos de risco ou que apresentem sintomas gripais não compareçam às cerimônias”, explica Clarissa Grassi.