Notícias

Veja como era a vida da jovem encontrada morta com plástico na cabeça

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Veja como era a vida da jovem encontrada morta com plástico na cabeça
Jaqueline foi encontrada morta com um saco plástico na cabeça (Foto: Reprodução/RICTV)

17 de dezembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 17 de dezembro de 2018 - 00:00

Jaqueline foi encontrada morta com saco plástico na cabeça (Reprodução/RICTV)

Jaqueline Carvalho dos Santos Gonçalves, 18 anos, foi encontrada morta dentro do próprio quarto, com uma meia na boca e um plástico enrolado na cabeça

Jaqueline, a jovem encontrada morta com um saco plástico na cabeça, morava com os pais e o irmão mais novo, de 6 anos, no bairro Tatuquara, em Curitiba. A família é conhecida pela vizinhança, principalmente pelos irmãos da igreja que frequentam. 

Um dos cooperadores, que é como são chamados os responsáveis pelas atividades na congregação cristã do Brasil, e que preferiu não se identificar, disse que a família costumava ser bastante religiosa.

A vítima participava do grupo de jovens da igreja. Mas uma amiga, que preferiu não dar entrevista, contou a nossa equipe que Jaqueline andava mais quieta, e diferente. Segundo ela, a jovem estava muito preocupada em não cometer pecados.

Jovem encontrada morta em Curitiba

Jaqueline Carvalho dos Santos Gonçalves, 18 anos, gostava de estudar e chegou a prestar vestibular para a Universidade Federal do Paraná. A jovem foi encontrada morta dentro do próprio quarto, com uma meia na boca e um plástico enrolado na cabeça. Foi o pai dela, Samuel Rosa Gonçalves, quem encontrou  a filha morta. Ele estaria saindo para trabalhar e teria ido dar tchau pra filha, como costumava fazer.

A mãe, Vilma Carvalho dos Santos, viu a filha morta logo depois. Segundo vizinhos na noite anterior todos tinham ido a um culto e voltado normalmente, como era comum acontecer. Os pais já prestaram depoimento.

Uma primeira hipótese de suicídio foi descartada pela polícia. Segundo o delegado Osmar Feijó, Jaqueline foi assassinada. “Pela mecânica utilizada com o papel filme, adulteração do local do crime, tudo isso nos leva a crer que houve um crime de homicídio”, diz.

A jovem foi enterrada neste final de semana no município de Ortigueira. A morte chocou a comunidade da igreja, que aguarda pelo resultado das investigações.

Assista ao vídeo sobre essa caso misterioso:

Com informações do repórter Mauricio Freire, da RICTV