Notícias

Vale vê preços do minério de ferro mais altos após Olimpíadas de Inverno

Reuters
Reuters
Vale vê preços do minério de ferro mais altos após Olimpíadas de Inverno
Logo da Vale em mina em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG)

29 de novembro de 2021 - 17:45 - Atualizado em 29 de novembro de 2021 - 17:46

Por Marcelo Teixeira

NOVA YORK (Reuters) – A mineradora Vale acredita que os preços do minério de ferro vão aumentar após as Olimpíadas de Inverno na China, programadas para fevereiro, já que depois do evento o país asiático provavelmente permitirá que mais produtores de aço recuperem a capacidade de produção.

O governo da China tem pedido às fábricas de vários setores, incluindo o aço, que reduzam a produção para diminuir a poluição do ar antes do evento esportivo.

O vice-presidente executivo de Estratégia e Transformação de Negócios da Vale, Luciano Siani, disse para os repórteres após reunião com investidores na Bolsa de Valores de Nova York nesta segunda-feira que espera que a atividade industrial na China cresça assim que os jogos acabarem, aumentando os preços do minério de ferro.

Siani, no entanto, não vê um grande avanço nos preços, dizendo que a tonelada de matéria-prima do aço deve ficar entre 90 e 120 dólares ou 130 dólares.

Os preços spot do minério de ferro com 62% de teor de ferro para entrega na China, compilados pela consultoria SteelHome, subiram 3 dólares nesta segunda-feira, a 105 dólares a tonelada.

Os preços caíram fortemente de um pico de mais de 230 dólares a tonelada em maio.

Siani também falou sobre o futuro de algumas unidades de negócios da empresa, como carvão e metais básicos.

Ele disse que as discussões sobre a venda do negócio de carvão estão progredindo e que o anúncio deve ocorrer por volta do início de 2022.

Sobre a unidade de metais básicos, o executivo disse que a empresa está trabalhando para torná-la mais independente do restante da empresa, para que a Vale tenha a opção de vendê-la se optar por esse caminho.

Mas Siani disse que a decisão sobre metais básicos não ocorrerá antes de 2023.

(Por Marcelo Teixeira)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHAS13X-BASEIMAGE