Jornal da Manhã

Uso do celular no trabalho: vereador quer proibir aparelho no expediente

O projeto de lei de autoria tem autoria do vereador Paulinho Cozinha (PDT), de Fazenda Rio Grande

Mirian
Mirian Villa

27 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 27 de setembro de 2019 - 00:00

Uma polêmica está agitando a Câmera de Vereadores de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba: o uso de celular no trabalho. Um projeto de lei de autoria do Paulinho Cozinha (PDT) quer proibir o uso de aparelhos com acesso às redes sociais.

Segundo vereador, uso do celular atrapalha o serviço

De acordo com o texto, a proposta afeta principalmente trabalhadores de repartições públicas do município. A proibição se estende a servidores concursados, comissionados, terceirizados e estagiários.

A produção do RIC Mais Notícias entrou em contato com o vereador para saber mais sobre a proposta. Segundo o vereador, a proposta já foi implementada em muitas cidades e gerou resultado positivo.

“De acordo com o vereador, a medida é necessária para coibir atos de desatenção nos atendimentos de serviços públicos. Segundo ele, infelizmente, muitos servidores passam o dia no celular, de cabeça baixa, não dando a devida atenção ao cidade.”

O texto foi aprovado em segunda votação e, agora, para virar leu, precisa da sanção do Prefeito Marcio Wozniack. Ele tem 10 dias para vetar ou sancionar o projeto. Uma especialista em redes sociais conversou com o jornalista Marc Sousa sobre o assunto, veja abaixo!

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.