Economia

Turismo no Paraná: Caminhadas na Natureza terão 160 circuitos este ano

Roteiros incluem caminhadas diurnas, noturnas, rotas de cicloturismo e remada

Carol
Carol Machado da equipe de estágio RIC Mais, sob supervisão de Renata Nicolli Nasrala com informações da AEN
Turismo no Paraná: Caminhadas na Natureza terão 160 circuitos este ano
Turismo Paraná: Caminhadas na Natureza terão 160 circuitos este ano (Foto: AEN)

28 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 28 de fevereiro de 2020 - 00:00

O programa Caminhadas Internacionais na Natureza deste ano já tem 160 circuitos confirmados pelo Instituto de Desenvolvimento Rural-Iapar-Emater que foram divulgados no calendário 2020 dos eventos. O projeto aumenta o turismo no Paraná e gera economia para o estado.

Os roteiros do estado incluem caminhadas diurnas, noturnas, rotas de cicloturismo e até remada.

Valorização do turismo no Paraná

A primeira rota, foi organizada em 2005 em São Miguel do Iguaçu (Oeste), e logo as Caminhadas na Natureza ganharam espaço no Paraná.

No ano passado, cerca de 70 mil caminhantes participaram dos passeios. O Estado também concentra mais da metade dos cerca de 300 circuitos brasileiros catalogados pela Anda Brasil, a Confederação Brasileira de Esportes Populares, Caminhadas na Natureza e Inclusão Social.

A prática surgiu na França em meados do século 20 para incrementar a economia em regiões rurais arrasadas pela Segunda Guerra Mundial e se alastrou pelo mundo não só como atividade esportiva, mas também valorizando o turismo rural.

“É uma forma de fazer girar a economia no campo”, afirma a gestora estadual de Turismo Rural do instituto, Terezinha Busanello Freire.

 

Circuitos

As caminhadas têm em média 10 quilômetros, com percursos que levam em torno de quatro horas.

De acordo com Terezinha, cada circuito é único, construído a partir da cultura local e levando em conta a história da cidade ou daquela localidade.

Alguns passam por dentro de propriedades rurais, por trilhas no meio da mata, e outros seguem por caminhos com grande apelo turístico, como o Cânion Guartelá, em Tibagi.

Há também circuitos que passam por lugares históricos ou por colônias que mostram o roteiro da imigração do Paraná.

Em Quatro Barras, o roteiro dos Jesuítas do Paraná, percorre caminhos construídos no século 17, que ligavam Curitiba ao Litoral e eram muito utilizados por caçadores, mineradores, indígenas e jesuítas.

É importante ficar de olho no calendário, já que os circuitos exigem inscrição prévia, confira o calendário completo para o mês de março:

01/03

Fazenda Rio Grande – Pedalada do Padroeiro

07/03

Quatro Barras Caminhada Noturna Pé da Serra-Morro Pão de Ló

08/03

Balsa Nova – Caminhada do Manancial
Luiziana – Rio Campina

14/03

Apucarana – Caminhada da Lua

15/03

Borrazópolis – Salto Fogueira
Catanduvas – Circuito Rio Adelaide
Mandirituba – Caminhada Quatro Pinheiros
Nova Cantú – Entre Rios

21/03

São José dos Pinhais – Caminhada Noturna na Natureza

22/03

Cianorte – Rota das Perobas
Pontal do Paraná – Circuito Brisa do Mar
Campina da Lagoa – Rainha das Águas

29/03

Barbosa Ferraz Cachoeira São Joaquim – Engenho Velho
Guaraniaçu – Circuito Bela Vista
Tijucas do Sul – Orgânicos da Serra

Você pode conferir o calendário completo de 2020 no site www.emater.pr.gov.br

DICAS

Os caminhantes são orientados a irem com roupas e calçados apropriados, a se manterem hidratados e a não deixarem lixo pelo caminho. Os roteiros do cicloturismo são mais longos e exigem que os participantes usem a própria bicicleta.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.