Notícias

Trump critica juiz de Seattle que bloqueou decreto anti-imigração

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

4 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 4 de fevereiro de 2017 - 00:00

Donald Trump tomou posse no dia 20 de janeiro (Foto: Reprodução/ Facebook Donald J. Trump)

O presidente americano usou seu perfil em uma rede social para reclamar de ação judicial: ‘ridícula’

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, usou novamente o seu perfil no Twitter para reclamar da decisão judicial que bloqueia o decreto anti-imigração de seu governo. No documento, assinado no final de janeiro, Trump proíbe que imigrantes de sete países entrem em território americano.

“Que país estamos nos tornando quando um juiz detém uma proibição de viagens que ameaçam a segurança nacional e deixa qualquer pessoa, mesmo com más intenções, podendo entrar nos EUA?”, disse ele, na tarde deste sábado. Mais cedo, o presidente americano já havia criticado a decisão do juiz federal James Robart, de Seattle, como “ridícula” e afirmou que ela seria anulada.

Trump também usou o Twitter para reclamar de outros países. Segundo o presidente americano, “os países cobram impostos ou tarifas de empresas americanas enquanto os EUA cobram nada ou muito pouco. Devemos cobrar o mesmo que eles nos cobram!”.

Leia também: 

Estados Unidos mudam regras de emissão de visto para os brasileiros

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.