Caroline
Caroline Berticelli / Editora

27 de janeiro de 2020 - 00:00

Atualizado em 27 de janeiro de 2020 - 00:00

0 Comentários
Curitiba

Tripulante de navio é impedido de desembarcar no Porto de Paranaguá após variação de temperatura

Como precaução devido ao surto de coronavírus, ele só poderá ir para terra após passar por exames; a embarcação não passou por áreas de risco da doença no último mês

Tripulante de navio é impedido de desembarcar no Porto de Paranaguá após variação de temperatura

O tripulante de um navio que atracou no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, neste domingo (26), foi impedido de desembarcar depois de passar por uma avaliação de rotina que apontou variação de temperatura corporal

Como precaução devido ao surto de coronavírus que já apresentou casos em pelo menos 11 países, mesmo apesar do homem não apresentar nenhum outro sintoma, o capitão do navio informou a autoridade portuária e o posto portuário da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Na tarde desta segunda-feira (27), equipes da Anvisa e da Secretaria de Estado de Saúde farão coleta de materiais para exames

Em nota, o Porto de Paranaguá declarou que “acompanha a situação como autoridade portuária e adota uma série de procedimentos preventivos”. Além disso, a administração portuária pontuou que cumpre protocolos de atendimento definidos pela Anvisa e que as “práticas adotadas são alinhadas à definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), com critérios clínicos e epidemiológicos bem determinados para reconhecimento dos casos”. 

Até o momento, nenhum caso de coronavírus foi registrado no Brasil, na última sexta-feira (24), a Sesa informou que mesmo sem casos confirmados no país, o Paraná já adota medidas preventivas e está em alerta para o coronavírus. Para isso, o governo estadual divulgou uma nota com informações e orientações sobre a doença para  profissionais de saúde e para a população.

ACESSE A NOTA DO GOVERNO SOBRE O CORONAVÍRUS NA ÍNTEGRA

Navio Great Praise 

A empresa pública também destacou que o navio Great Praise, no qual o homem é tripulante, apesar de possuir bandeira de Hong Kong, não passou pela China ou por qualquer área de risco no último mês. 

“O Great Praise é um navio com bandeira de Hong Kong e saiu do porto de Jorf Lastar no Marrocos, com destino ao Brasil, no dia 1º de janeiro. Antes disso, fez escalas em Istambul, na Turquia, e Kavkaz, na Rússia – sem passar, portanto, pela China ou áreas de risco”, diz  nota. 

A embarcação transporta fertilizantes e deve desembarcar 33 mil toneladas de produto no Paraná. A previsão é que o navio siga viagem na terça-feira (28), com destino ao porto de São Francisco do Sul, em Santa Catarina.

 

Newsletter

Assine nossa newsletter e fique atualizado.

Seta COMENTÁRIOS