Notícias

Em oito dias, trigêmeos de 5 anos perdem mãe, tia e avó para covid-19

Pai das crianças morreu em acidente de moto, no final do ano passado

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Em oito dias, trigêmeos de 5 anos perdem mãe, tia e avó para covid-19
Ana morreu de covid-19 e o marido em um acidente de moto (FOTO: REPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS)

6 de abril de 2021 - 11:37 - Atualizado em 6 de abril de 2021 - 11:37

A covid-19 deixou mais uma família órfã. Em Votuporanga, no interior de São Paulo, os trigêmeos, Pedro, Paulo e Felipe perderam a mãe, a tia e a avó em apenas oito dias devido à doença. Além da tragédia da última semana que devastou a família, as crianças já haviam perdido o pai em outubro do ano passado, após um acidente de trânsito.

A morte de Ana Paula Faria, de 36 anos, a mãe dos trigêmeos, aconteceu no dia 16 de março. Três dias antes, a irmã dela, Karina Angélica Faria, de 33 anos, havia morrido devido a complicações. Já no dia 8 do mesmo mês, a mãe delas havia falecido na Santa Casa de Votuporanga.

Com as mortes, as crianças ficaram órfãs e foram acolhidas na casa de um tio, que é casado e já tinha uma criança de 1 ano. Douglas do Amaral, de 26 anos, é o único familiar por parte materna e agora tenta conseguir a guarda definitiva dos trigêmeos.

Ana Paula deixa outro filho, de 18 anos, que é de um outro relacionamento.

Ajude os trigêmeos

Apesar de acolher os trigêmeos sem pensar duas vezes, Douglas e a esposa não possuem condições e nem estrutura para oferecer o mínimo de conforto para as crianças. Diante da situação inesperada, a família criou uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para construir um quarto para os meninos e comprar um carro que possa comportar a nova família.

De acordo com Douglas, atualmente eles moram em uma casa de aproximadamente 50 metros quadrados, que possui apenas um quarto. A intenção é com o valor arrecadado aumentar a residência e oferecer um pouco de conforto para os meninos que sofreram tanto nos últimos dias.

Em conversa com a Record TV de Rio Preto, as crianças contaram que todas as pessoas que mais amam “viraram estrelinhas”. 

A meta da família era arrecadar R$ 90 mil. Entretanto, às 11h desta terça-feira (6), ainda faltando 12 dias para o final da vaquinha, mais de R$ 200 mil já foram arrecadados

A família contou que caso sobre dinheiro, o valor será guardado e investido nos estudos das crianças. Clique aqui para acessar a vaquinha online e ajudar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.