Notícias

Três policiais franceses são mortos a tiros ao responder denúncia de violência doméstica

Reuters
Reuters
Três policiais franceses são mortos a tiros ao responder denúncia de violência doméstica
Carro de polícia em Bordeaux, na França

23 de dezembro de 2020 - 09:37 - Atualizado em 23 de dezembro de 2020 - 09:41

Por Caroline Pailliez e Sudip Kar-Gupta

PARIS (Reuters) – Três policiais franceses foram mortos a tiros por um homem ao chegarem a uma casa de Saint-Just, uma comuna remota do centro da França, em resposta a uma denúncia de violência doméstica, disse a polícia nesta quarta-feira.

Uma mulher que era a suposta vítima de violência doméstica buscou refúgio no telhado da casa, e subsequentemente foi resgatada pela polícia, noticiou a emissora francesa BFMTV.

A casa pegou fogo, informou a polícia, e o suposto atirador de 48 anos, que era conhecido das forças da lei por não pagar pensão alimentícia, foi encontrado morto em seu carro mais tarde.

Não ficou claro de imediato como ele morreu, nem onde o carro foi localizado. A polícia havia dito que o homem estava armado e que estava tentando localizá-lo. O incidente ocorreu em uma pequena vila de Saint-Just, que se situa cerca de 500 quilômetros a sudeste de Paris.

O presidente francês, Emmanuel Macron, ofereceu condolências às famílias dos policiais mortos.

“Para nos proteger, nossas forças agem colocando a vida em risco. Eles são nossos heróis”, tuitou Macron.

Um quarto policial ficou ferido no ataque, mas não corre risco de morte, disse o Ministério do Interior.

As autoridades não comentaram o motivo. O ministro do Interior descreveu o agressor como um “maníaco”.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBM0U6-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.