Notícias

Traficante expulso do Paraguai: Capilé deve responder por homicídio

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

17 de dezembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 17 de dezembro de 2018 - 00:00

Capilé, de 35 anos, tinha ordem de prisão no Brasil por tráfico de drogas e homicídio (Foto: Divulgação/Senad Paraguai/Direitos reservados)

No Brasil, o traficante Capilé, que atuava no Rio de Janeiro, na zona norte da capital fluminense, responderá pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas

O traficante Carlos Eduardo Sales Cardoso, conhecido como Capilé, já está no Rio de Janeiro, depois de ser extraditado pelo governo paraguaio e passar por Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná. De acordo com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad), Capilé foi expulso do país e entregue às autoridades brasileiras.

Traficante Capilé é extraditado

No Brasil, o traficante Capilé, que atuava no Rio de Janeiro, na região da comunidade de Acari, zona norte da capital fluminense, responderá pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas. Ele desembarcou neste domingo (16) à noite na cidade. O chefe do tráfico de Acari foi preso no sábado (15), em Assunção, pela Senad e pela Polícia Federal brasileira.

Capilé, de 35 anos, tinha ordem de prisão no Brasil por tráfico de drogas e homicídio. Ele foi preso em uma casa de alto padrão, em um bairro residencial da zona oeste da capital paraguaia. Na casa havia 86 relógios de luxo, além de R$ 3 mil em dinheiro e US$ 11.800, de acordo com a Senad.