Notícias

Total de furtos e roubos diminui no verão paranaense

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

8 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 8 de janeiro de 2017 - 00:00

Foto: Divulgação/ Instituto Ambiental do Paraná (IAP)

Multas por perturbação de sossego também diminuíram, e quase 100% das praias estão boas para banho

O verão paranaense 2016-2017 começou bem, a se julgar pela queda de diversos números na comparação com o verão anterior. 

De acordo com dados oficiais, os furtos caíram 25,6%; os roubos; 39,4%; e as multas por perturbação do sossego, 40,1%. O que aumentou foi a apreensão de armas, 16,7%.

As estatísticas são da Verão Paraná, operação do governo estadual, que teve R$ 27,5 milhões investidos e conta com quase 3 mil profissionais. 

A PM intensificou as ações de policiamento comunitário e atua, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, na distribuição de pulseirinhas de identificação para as crianças na areia. Somente nesta temporada foram distribuídas 6.266 pulseirinhas.

Desde o início do verão, no litoral os bombeiros militares fizeram 288 salvamentos e atenderam 333 pessoas se afogando. Até agora, foram quatro mortes registradas por afogamento. Pela possibilidade de o banhista passar mal subitamente, algo não tão incomum, vale lembrar sempre de se tomar banho próximo aos postos de salva-vidas.

Águas limpas 

Está sendo comemorada a boa balneabilidade das águas marítimas paranaenses, com quase 100% delas boas para banho. “Nós estamos observando que em relação há anos atrás houve um avanço considerável, demonstrando que quem vem para a praia quer frequentar a areia limpa e o mar com água adequada para o lazer e diversão”, apontou o coordenador estadual do Verão Paraná 2016/2017 e Secretário Chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas.

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.