Notícias

Temporal causa estrago no noroeste do estado e ventania quase vira avião em Maringá; assista

Segundo o Simepar, os ventos alcançaram os 72,0 km/h perto das 17h 

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Temporal causa estrago no noroeste do estado e ventania quase vira avião em Maringá; assista
Foto: Reprodução

8 de setembro de 2021 - 18:24 - Atualizado em 9 de setembro de 2021 - 10:11

Cidades do noroeste do Paraná foram atingidas por um temporal, com chuva de granizo e fortes ventos no final da tarde desta quarta-feira (8). Até o momento não há informação de feridos. (Veja galeria de fotos abaixo)

ATUALIZAÇÃO: A Defesa Civil de Maringá contabilizou, na manhã desta quinta-feira (9), 33 árvores caídas na cidade após o vendaval seguido de chuva de granizo. A maioria das ocorrências aconteceu no distrito de Floriano.

Ao todo, sete carros e uma casa foram atingidos por árvores. Vários postes da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) foram avariados. A Defesa Civil entregou ainda 12 lonas para cobrir edificações que tiveram telhados danificados.

Além da Defesa Civil, foram acionadas equipes de Serviços Públicos (arborização), de Mobilidade Urbana e da Iluminação Pública da Prefeitura, da Copel, do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal.

Em Maringá, um vídeo gravado no Aeroporto Regional mostra o momento em que um avião quase vira com a força do vento. Além disso, uma nuvem de poeira cobre todo o local. 

Já na entrada do aeroporto, moradores testemunharam dois idosos se segurando em uma placa de trânsito para não caírem com a ventania, na sequência, uma placa de grande porte cai sobre a via de passagem para veículos. 

Assista os estragos e os idosos segunda-se na placa:

A assessoria do Aeroporto Regional de Maringá confirmou que os voos marcados para esta noite serão atrasados em pelo menos duas horas.

Um posto de combustíveis da cidade teve parte da estrutura destruída e várias ruas da cidade estão bloqueadas devido a queda de árvores. No distrito de Floriano, foi registrada chuva de granizo.

De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), os ventos alcançaram os 72,0 km/h perto das 17h em Maringá. No entanto, não foi registrada chuva na estação meteorológica do órgão até o momento.

Outras cidades

Em Lidianópolis, Lunardelli e Marialva os moradores registram chuva de granizo e queda de árvores em ruas da cidade e das rodovias da região.

Galeria de fotos:

Em Jandaia do Sul, distante 41 quilômetros de Maringá, o granizo perfurou diversos telhados e vidros de automóveis. Veja: