Notícias

Tempestade deixa 4 mortos na Espanha; soldados resgatam motoristas presos na neve

Reuters
Reuters

9 de janeiro de 2021 - 12:49 - Atualizado em 9 de janeiro de 2021 - 12:49

MADRI (Reuters) – Quatro pessoas morreram na Espanha quando a tempestade Filomena causou o caos por todo o país, cobrindo Madri com a maior nevasca em décadas e forçando autoridades a mobilizarem soldados para resgatar motoristas presos.

Os serviços de resgate alcançaram 1.500 pessoas presas em carros, enquanto os esquiadores deslizavam pela Gran Via, normalmente uma das ruas mais movimentadas da capital. Outros moradores de Madri aproveitaram a nevasca atípica para fazer snowboard ou atirar bolas de neve uns nos outros.

Um homem e uma mulher que viajavam em um carro morreram afogados depois que um rio transbordou perto de Málaga, no sul da Espanha, e dois moradores de rua morreram congelados, um em Madri e outro na cidade de Calatayud, no leste, segundo autoridades.

Em resposta aos acontecimentos, o rei Felipe VI e a rainha Letizia tuitaram: “A família real gostaria de expressar sua tristeza pelas vítimas da tempestade… e pedir extrema cautela contra os riscos de acúmulo de gelo e neve”.

O ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, pediu aos espanhois que evitem tudo, exceto viagens essenciais. “Estamos enfrentando a tempestade mais intensa dos últimos 50 anos”, disse ele.

(Por Graham Keeley)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.