Notícias

Taliban vai de porta em porta para orientar população assustada a voltar ao trabalho

Reuters
Reuters
Taliban vai de porta em porta para orientar população assustada a voltar ao trabalho
Waheedullah Hashimi, comandante do Taliban, durante entrevista à Reuters em local não revelado perto da fronteira Afeganistão-Paquistão

18 de agosto de 2021 - 14:32 - Atualizado em 18 de agosto de 2021 - 14:36

(Reuters) – Integrantes armados do Taliban bateram de porta em porta em cidades de todo o Afeganistão, nesta quarta-feira, orientando moradores assustados a voltarem a trabalhar, disseram testemunhas, um dia depois de os militantes anunciarem que querem ressuscitar a economia combalida do país.

A destruição abrangente dos 20 anos de guerra entra forças governamentais apoiadas pelos Estados Unidos e o Taliban, a redução do consumo doméstico causada pela partida de tropas estrangeiras, uma moeda em queda e a falta de dólares estão alimentando a crise econômica afegã.

Na terça-feira, em sua primeira coletiva de imprensa desde que tomou a capital Cabul, o Taliban prometeu paz e prosperidade e pareceu descartar as regras anteriores de proibição do trabalho feminino, mas muitas pessoas continuam desconfiadas.

Wasima, de 38 anos, disse que ficou chocada quando três membros do Taliban portando armas visitaram sua casa em Herat, cidade do oeste do país, na manhã desta quarta-feira. Eles anotaram suas informações pessoais, perguntaram sobre seu emprego em uma organização humanitária e seu salário e a instruíram a voltar ao trabalho, disse ela.

Doze pessoas disseram à Reuters que houve visitas não anunciadas do Taliban nas últimas 24 horas, de Cabul a Lashkar Gah, no sul, e Mazar-i-Sharif, no norte.

Além de incentivar as pessoas a trabalharem, algumas dela disseram ter sentido que as verificações pretenderam intimidar e instilar medo da nova liderança.

“O Taliban disse que as mulheres deveriam trabalhar, mas sei de maneira comprovada que as oportunidades encolherão”, disse Wasima.

(Redação Cabul; reportagem adicional de Rupam Jain)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH7H0XT-BASEIMAGE