Notícias

Taiwan barra viajantes da Índia, Indonésia relata casos de variante indiana da Covid

Reuters
Reuters
Taiwan barra viajantes da Índia, Indonésia relata casos de variante indiana da Covid
Saguão de embarque do aeroporto de Taoyuan em Taiwan

3 de maio de 2021 - 09:53 - Atualizado em 3 de maio de 2021 - 09:55

Por Ben Blanchard e Stanley Widianto

TAIPÉ/JACARTA (Reuters) – Taiwan se tornou nesta segunda-feira o território mais recente a proibir a entrada de pessoas vindas da Índia assolada pelo coronavírus na tentativa de evitar novas infecções, e mais nações estão relatando casos de uma variante identificada pela primeira vez no país.

A variante B.1.617 já chegou a ao menos 17 países, do Reino Unido ao Irã e à Suíça, provocando um temor global e induzindo vários deles a fecharem as fronteiras a viajantes oriundos da Índia.

Cientistas estão estudando se a variante, que resulta de duas mutações cruciais na porção do “espigão” do vírus que se liga às células humanas, está provocando uma explosão inesperada de casos na Índia.

A contagem de infecções da nação do sul asiático se aproximou de 20 milhões nesta segunda-feira depois de o país relatar mais de 300 mil casos novos de coronavírus pelo 12º dia seguido.

No mês passado, a Indonésia, que está enfrentando um dos piores surtos de Covid-19 da Ásia, parou de emitir vistos para estrangeiros que estiveram na Índia nos 14 dias anteriores.

“Precisamos conter estes casos enquanto ainda há somente poucos deles”, disse o ministro da Saúde indonésio, Budi Gunadi Sadikin, depois dos dois primeiros casos da variante relatados na nação do sudeste asiático nesta segunda-feira.

A vizinha Malásia disse ter detectado seu primeiro caso da variante indiana no domingo, dias depois de impor uma proibição a voos daquele país.

Também nesta segunda-feira, Taiwan disse que, com exceção de seus cidadãos, todos aqueles que estiveram na Índia nos 14 dias anteriores serão proibidos de ingressar em seu território, e taiwaneses de retorno passarão 14 dias em instalações de quarentena centralizadas.

A medida vem depois de a Austrália adotar uma medida ainda mais drástica na semana passada, proibindo a entrada de moradores e cidadãos que estiveram na Índia nas duas semanas anteriores com ameaças de multas e prisão para os infratores.

Foi a primeira vez que a Austrália classificou a volta de cidadãos como um delito.

Autoridades das Filipinas alertaram que não podem descartar a possibilidade de uma crise de Covid-19 semelhante à da Índia, dizendo que a decisão da semana passada de impedir a chegada de pessoas daquele país visou impedir que isto se torne uma realidade.

(Por Ben Blanchard em Taipé, Stanley Widianto em Jacarta e Neil Jerome Morales em Manila)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH420HV-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.