Notícias

Suspeitos de assassinar policial em Pinhais são presos no litoral

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

6 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 6 de janeiro de 2017 - 00:00

Bárbara era soldado no Batalhão de Polícia de Guarda em Piraquara (Foto: divulgação)

Hipótese de vingança é a mais provável, mas ainda não foi confirmada

A polícia prendeu nesta sexta-feira (6) os três suspeitos de matar a soldado Bárbara Aline da Rocha em Pinhais no dia 24 de dezembro.

Eles foram detidos no litoral do Paraná. O trio será apresentado na delegacia de Pinhais na tarde deste sábado (7). 

“Um crime bárbaro, covarde, que acabou com o Natal de todos nós”, disse o secretário de segurança do Estado do Paraná, Wagner Mesquita. A identidade dos três suspeitos, ele afirmou, está confirmada. O que ainda não se pode garantir, disse, é que se tratasse de vingança, embora essa seja a linha mais forte de investigação.

Polícia civil e militar se integraram para investigar o caso, e hoje uma denúncia ajudou na captura dos suspeitos.

Entenda o caso

A policial militar Bárbara, de 24 anos, foi assassinada a tiros na tarde de sábado (24), véspera de Natal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Lotada no Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd) de Piraquara, Bárbara estava de folga e foi alvejada dentro do comércio da família, localizado no bairro Maria Antonieta.

Segundo testemunhas, um Fiat Uno com dois homens estacionou próximo ao local e um dos ocupantes desceu do carro armado. Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento mostram a militar sentada ao lado de outra mulher quando o homem entra no aviário, se aproxima dela e dispara à queima roupa. Os tiros atingiram a cabeça e o tórax da militar, que morreu na hora.

Há alguns dias, a vítima sofreu uma tentativa de assalto em Pinhais e feriu um dos suspeitos com um tiro. O homem foi socorrido para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Pinhais de onde acabou fugindo.

Assita ao vídeo que mostra o momento em que a soldado é baeada:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.