Notícias

Suspeitos de aplicar o Golpe do Bilhete Premiado são presos no Paraná

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

19 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 19 de fevereiro de 2019 - 00:00

Seis pessoas já foram presas e outras quatro estão sendo procuradas. Imagem: Polícia Civil

A Polícia Civil de Uraí conseguiu identificar pelo menos quatro casos, sendo três no Paraná: em Uraí, Ibaiti e em Florestópolis, e outro no interior de São Paulo, na cidade de Tupã.

Policiais Civis do município de Uraí, localizado no norte do estado, cumpriram nesta terça-feira, (19), três mandados de busca e apreensão em casas de Londrina e Jataizinho. Tais mandados são resultado de uma investigação que desbaratou uma quadrilha especializada no chamado Golpe do Bilhete premiado na região.

As vítimas tiveram prejuízos de até R$5 mil

A Polícia Civil de Uraí conseguiu identificar pelo menos quatro casos, sendo três no Paraná: em Uraí, Ibaiti e em Florestópolis, e outro no interior de São Paulo, na cidade de Tupã.

De acordo com os policiais o prejuízo para as vítimas varia entre R$1.200 e R$5 mil – valores que as vítimas pagavam pelo falso bilhete premiado.

Entenda como funcionava o golpe

As vítimas eram abordadas por um golpista no meio da rua sempre próximas a lotéricas, que dizia ter um bilhete premiado, mas não sabia o que fazer para retirar o prêmio.

Logo em seguida um novo golpista se aproxima dizendo que poderia ajudar a retirar o prêmio, mas, que queria parte do valor. Para garantir esse acordo, o segundo golpista apresenta uma quantia em dinheiro como isca para a vítima também participar do acordo pagando valores entre R$1.200 e R$5 mil.

A polícia também conseguiu fazer interceptações telefônicas

Além dos mandados de busca e apreensão, no últimos dois meses os policiais também já prenderam seis pessoas acusadas de participação nos golpes.

A polícia também conseguiu fazer interceptações telefônicas em que as vítimas aparecem conversando com um dos golpistas se passando por um funcionário da Caixa Econômica Federal dizendo que o bilhete era realmente premiado e que a pessoa tinha ganhado R$ 1 milhão e trezentos mil reais.

Seis pessoas já foram presas. Outras quatro pessoas estão sendo procuradas.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.