Notícias

Suspeito de jogar cerveja em dono da Havan é demitido do trabalho: ‘Minha vida virou um inferno’

Caso aconteceu durante a decisão da Copa do Brasil entre Athletico Paranaense e Atlético Mineiro, na Arena da Baixada, em Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais Com informações do UOL
Suspeito de jogar cerveja em dono da Havan é demitido do trabalho: ‘Minha vida virou um inferno’

18 de dezembro de 2021 - 09:33 - Atualizado em 8 de maio de 2022 - 18:23

O advogado Eduardo Alves, suspeito de ter jogado cerveja no empresário Luciano Hang durante a decisão da Copa do Brasil entre Athletico Paranaense e Atlético Mineiro, na Arena da Baixada, em Curitiba, foi demitido do escritório onde trabalhava. A informação foi confirmada pelo site UOL.

A confusão começou durante um dos momentos de interação com a torcida do time da casa, quando o dono da rede de lojas Havan, que é torcedor do Rubro-Negro, foi surpreendido pelo copo de cerveja.

Imagens registradas na arquibancada do estádio mostram o momento em que Hang acena para outros torcedores. O empresário chega a fazer um sinal referente a uma torcida, mas é surpreendido pelo copo de cerveja.

Depois de ser atingido pelo líquido, acompanhantes do empresário pediram para que ele saísse do estádio.

Em um post no Twitter, o advogado disse: “Hoje perdi meu emprego. Estou sendo ameaçado, minha vida virou um inferno. Mas preciso dizer: Sr. Hang, você é o que há de mais podre nesse país, e gente como você eu vou enfrentar todos os dias da minha vida, até o fim”.

Luciano Hang também usou o twitter para criticar o advogado Eduardo Alves: “Fiz uma live sobre o cara que jogou bebida no meu rosto no jogo da final da Copa do Brasil. E não é que ele é esquerdista? Falei desde o começo. É o famoso “ódio do bem”.

Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.