Notícias

Suspeitas no caso Daniel, Allana e Cristiana Brittes vão para presídio

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

8 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 8 de novembro de 2018 - 00:00

Allana Brittes e Cristina Brittes (Foto: reprodução arquivo pessoal)

Cristiana Brittes e Allana Brittes foram transferidas para uma penitenciária na Grande Curitiba

Cristiana Brittes, esposa de Edison Brittes – suspeito de matar o jogador Daniel Correa -, e a filha dela, Allana Brittes, foram transferidas nesta quinta-feira (7) para a Penitenciária Feminina de Piraquara, na Grande Curitiba.

As duas estão com a prisão temporária decretada por 30 dias por envolvimento na morte do jogador DanielPela manhã, mãe e filha passaram pelo exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, no bairro Tarumã, para cumprir um procedimento padrão antes de deixar a Delegacia de São José dos Pinhais.

Transferência Edison Brittes

A expectativa é de que Edison Brittes, principal suspeito da morte do jogador Daniel, seja transferido ainda nesta quinta-feira (7) para Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP).

Na quarta-feira (7), Edison Brittes, que já confessou ser o autor do crime, prestou depoimento por 6h na Delegacia de São José dos Pinhais, e, durante o interrogatório, relatou que matou o jogador Daniel Correa sozinho.  

Porém, ainda no depoimento, Edison conta que várias pessoas presenciaram o momento em que o jogador foi espancado na festa na casa da família Brittes, que aconteceu após alguns dos convidados deixarem a festa de comemoração em uma casa noturna, no bairro Batel, em Curitiba.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.