Notícias

Stall de compressor? Entenda o que houve com o motor do avião da Gol que engoliu uma ave

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Stall de compressor? Entenda o que houve com o motor do avião da Gol que engoliu uma ave

30 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 30 de abril de 2020 - 00:00

Na manhã quarta-feira (29), um Boeing 737 da empresa Gol, que decolou do Aeroporto Internacional de Guarulhos, com destino a Salvador, sofreu um stall de compressor após um dos motores engolir uma ave durante a decolagem.

Muitos portais noticiaram como “fogo em avião após decolagem”, “avião colide com pássaro ao decolar no aeroporto de Guarulhos e turbina pega fogo” e “turbina de avião que vinha para Salvador pega fogo após colidir com pássaro”. Infelizmente poucos se interessam pelos termos técnicos para entender o que realmente aconteceu, deixando assim um misto de medo e insegurança para os que desconhecem a realidade da aviação.

O que houve acontece em todo o mundo e muito raramente, uma ave consegue provocar a queda de uma aeronave. Em 2009, um Airbus A320 atingiu um grupo de gansos-do-canadá, que resultou numa imediata perda de potência de ambos os motores. Quando a tripulação determinou que a aeronave não poderia alcançar de sua posição, decidiram guiar a aeronave para sul e estabeleceu seu curso para o rio Hudson, e então pousou o avião virtualmente intacto perto no centro de Manhattan. Logo após o pouso de emergência no rio, os 155 passageiros do avião parcialmente submergido e em naufrágio saíram e foram todos resgatados por embarcações próximas.

O que aconteceu em Guarulhos foi parecido, a diferença é que o estrago causado pela ave foi em apenas um dos fans dos motores que chegou a ser danificado, porém sem gravidade. Em seguida, a ingestão da ave pelo motor, provocou o stall de compressor. Esse tipo de situação acontece quase que diariamente em todos os países do mundo.

Na foto abaixo é possível ver que a ave provocou danos nas pás do fan, alterando o fluxo de ar no motor provocando o stall de compressor.

Pás do fan entortaram com o impacto da ave

Um stall de compressor é uma interrupção parcial do fluxo de ar em um motor a reação e é uma condição progressiva que, se não sanada, pode levar ao efeito de surge. O efeito de surge é uma completa interrupção do fluxo de ar através do compressor e que pode, no pior dos casos, causar uma reversão instantânea na direção do fluxo de ar que passa pelo motor. A gravidade do estol varia de uma queda momentânea de potência (ocorre tão rapidamente que quase não é registrada pelos instrumentos do motor) até uma completa perda de compressão (surge), necessitando de uma redução no fluxo de admissão de combustível do motor.

O resultado geralmente quando ocorre o stall de compressor são “pipocos”, dando parecer que o motor está falhando, com produção rápida de labaredas na saída do motor.

O especialista em aviação Lito Souza, do canal Aviões e Música já falou diversas vezes sobre o stall de compressor. Para quem não entendeu direito assista este vídeo.

Após o stall de compressor, o comandante do Boeing 737 da Gol, retornou com tranquilidade e segurança até o aeroporto de Guarulhos.

Veja o vídeo do momento que moradores de Guarulhos registraram a aeronave com o stall de compressor.

Nota oficial da Gol

“A GOL confirma que nesta quarta-feira (29/4), após a decolagem, o voo G3 2034 (Guarulhos-Salvador) precisou retornar para o aeroporto internacional de São Paulo devido à ocorrência de colisão com pássaro no motor. O pouso foi realizado com Segurança, e os Clientes estão recebendo toda assistência necessária, sendo reacomodados no próximo voo.

O setor aéreo tem uma extensa lista de tecnologias e precauções para lidar com pássaros, drones e outros elementos que cruzam os céus diariamente.”

O post Stall de compressor? Entenda o que houve com o motor do avião da Gol que engoliu uma ave apareceu primeiro em Plantão 190.