Agronegócio

SRB vê como positivo decreto que facilita entrada de banco estrangeiro no País

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

30 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 30 de setembro de 2019 - 00:00

São Paulo, 30 – A Sociedade Rural Brasileira (SRB) considera positiva a iniciativa do governo de incentivar no País, por meio do decreto 10.029, a instalação de instituições financeiras domiciliadas no exterior. “Para a SRB, o decreto sinaliza a intenção do governo de ampliar a concorrência entre os bancos, reduzir juros e destravar a economia”, informa a entidade, em comunicado.

Com a medida, conforme a SRB, caberá apenas ao Banco Central dar o aval para o ingresso de instituições no sistema financeiro nacional, acabando com a necessidade de uma autorização do presidente da República, a cada vez que um banco estrangeiro queira instalar filial no Brasil.

O decreto, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo presidente do Banco Central, Roberto de Oliveira Campos Neto, foi publicado no Diário Oficial na sexta-feira passada, 27.

A medida autoriza, ainda, o Banco Central a aumentar o porcentual de participação de estrangeiros no capital de instituições financeiras com sede no Brasil.

Ainda de acordo com a SRB, o País deve agora mirar novas ações de incentivo ao crédito e retomada econômica, começando pela aprovação das reformas estruturais, como a previdenciária e a tributária. Outro projeto liderado pela entidade que pode ajudar a ampliar os investimentos estrangeiros no País é o Projeto de Lei 2.963, que torna viável a venda ou arrendamento de propriedades rurais para empresas brasileiras de capital estrangeiro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.