Notícias

Sócio de cartel colombiano de tráfico de drogas é preso no PR

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

13 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 13 de fevereiro de 2017 - 00:00

PRF prende líder brasileeiro de cartel colombiano de drogas. (Foro: Divulgação/ PRF)

Homem havia sido preso em operação que apreendeu, em Santos (SP), aproximadamente 4 toneladas de cocaína

Um homem, apontado como líder brasileiro de uma quadrilha internacional de tráfico de drogas, foi preso nesse domingo (12). O cartel é responsável por transportar, por via marítima, toneladas de cocaína da América do Sul para a Europa.

O suspeito, de 38 anos, foi abordado em Guaíra, na região oeste do Paraná, próximo a divisa com Mato Grosso do Sul, quando transitava pela BR-163 em frente a uma unidade operacional da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Contra ele havia um mandado de prisão por tráfico de drogas.  

Em março de 2014, ele foi um dos presos pela Operação Oversea, da Polícia Federal, que apreendeu 3,7 toneladas de cocaína no Porto de Santos (SP). A carga ilícita estava prestes a ser embarcada para a Europa. Além de remeter droga para o exterior, o homem também trazia drogas sintéticas como o LSD para o Brasil.

Bolívia, Paraguai, França, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Emirados Árabes e Bélgica foram alguns dos países por onde ele passou. A quadrilha a qual o suspeito pertence teria relações ainda com o Primeiro Comando da Capital (PCC) e com a organização mafiosa italiana N’Drangheta.

Assassino com CNH falsa

No mesmo carro em que estava o trafcante, outro homem foi detido. Ele apresentou aos agentes da PRF uma carteira de habilitação com indícios de falsificação. O suspeito, 36 anos, é acusado de ter espancado a namorada até a morte, em Ribeirão Preto (SP), em junho de 2016, por ciúmes. Desde então, o homem estava foragido.

Os dois presos foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.