Lucas
Lucas Sarzi

3 de junho de 2020 - 23:10

Atualizado em 3 de junho de 2020 - 23:10

Notícias

Silvio Santos também foi vítima de pedido do auxílio emergencial de R$ 600

Silvio Santos também foi vítima de pedido do auxílio emergencial de R$ 600
Foto: Divulgação.

Os casos de pessoas influentes acabarem vítimas de golpistas têm se tornado comuns quando o assunto é o pedido do auxílio emergencial. O filho de William Bonner, o empresário Luciano Hang e agora mais um nome aparece na lista: apresentador Silvio Santos.

Segundo o colunista Léo Dias, o dono do SBT aparece na lista das pessoas que teria solicitado o auxílio emergencial de R$ 600. Procurado, o departamento de comunicação do SBT informou que “a solicitação só pode ser uma brincadeira”.

Silvio Santos pode ter sido mais uma vítima de golpe com seus dados. Isso porque o pedido do dinheiro, que é uma ajuda nesse momento crítico por causa da pandemia do novo coronavírus, pode ser feito por qualquer pessoa. Para tanto, basta ter um telefone celular válido e dados pessoais do solicitante, como número de CPF e nome completo da mãe.

Influentes vítimas de golpes com o pedido do auxílio emergencial

Recentemente, o filho do âncora do Jornal Nacional apareceu com o pedido do auxílio emergencial de R$ 600 aprovado. O próprio William Bonner foi a público dizer que tinha descoberto e denunciou o golpe.

Logo depois, o dono da rede de lojas Havan também foi alvo de fraude. Da mesma forma que Bonner, Luciano Hang também veio a público dizer que seus dados foram usados, pois estavam disponíveis no Google.

Como devolver pedido de auxílio emergencial de R$ 600?

O governo federal lançou um site para facilitar a devolução do auxílio emergencial de R$ 600 por quem recebeu o dinheiro, mas não tinha direito ao benefício. A pessoa pode acessar o site devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br e inserir o CPF cadastrado no auxílio.

O sistema vai gerar uma Guia de Recolhimento da União (GRU), que poderá ser paga no Banco do Brasil. Caso seu nome tenha sido usado, mas com uma conta bancária que não seja a sua, é importante procurar a polícia.