Notícias

Empresários e trabalhadores do setor de eventos realizam protesto em frente a catedral de Maringá

Depois de seis meses sem poder trabalhar, ato pede retomada de eventos com mais de 30 pessoas em Maringá

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Empresários e trabalhadores do setor de eventos realizam protesto em frente a catedral de Maringá
Foto: Divulgação

11 de setembro de 2020 - 10:21 - Atualizado em 11 de setembro de 2020 - 10:21

Após seis meses sem poder trabalhar em Maringá, empresários e trabalhadores de setor de eventos se reuniram em frente a catedral pedindo a retomada de eventos com mais de 30 pessoas. Atualmente, esse é o máximo de pessoas permitido por evento na cidade.

Durante a manifestação pública muitas pessoas usavam nariz de palhaço, carregavam cartazes com palavras de ordem e algumas estavam vestidas noivas, porém com vestido preto.

No fim de agosto, o prefeito Ulisses Maia (PSD) se reuniu com horas com empresários do setor de eventos e chegou a anunciar uma data, 28 de setembro, para que os empresários pudessem enfim organizar eventos com até cem pessoas. Mesmo prometendo, essa medida ainda não foi oficializada em nenhum decreto.

Segundo a prefeitura, todas as medidas possíveis estão sendo avaliadas, porém, devia a pandemia da Covid-19 não há prazo para novas medidas no setor de eventos. A prefeitura ainda pontua que a Secretaria Municipal de Saúde e representantes do Ministério Público também devem participar das decisões.