Coronavírus

Pesquisadores encontram sete tipos de coronavírus em morcegos

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com informações do R7
Pesquisadores encontram sete tipos de coronavírus em morcegos
Foto: Pixabay

21 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 21 de maio de 2020 - 00:00

Pesquisadores do Centro Internacional de Pesquisa Médica em Franceville, no Gabão, encontraram sete variações de coronavírus em morcegos das cavernas da África Central. 

Conforme o estudo publicado na revista Nature:

  • 1.066 morcegos de cinco espécies diferentes foram testados para o coronavírus
  • 18 apresentaram um total de sete sequências diferentes de coronavírus

Destas sete, cinco estão ligadas a linhagens já encontradas em seres humanos como, por exemplo, o coronavírus 229E que causa um leve resfriado e circula entre humanos desde a década de 60. Isso pode indicar que as cepas causariam infecções similares, mas a suposição só pode ser confirmada através de um estudo. No entanto, outros dois nunca foram encontrados em humanos e não é possível prever que tipo de risco eles trariam. 

No Gabão, está proibida desde abril deste ano a venda de morcegos e pangolins como iguaria para evitar a transmissão zoonótica.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.