Segurança

Vereador de Ponta Grossa acusado de violência doméstica diz que tentou conter agressões da esposa

Ele foi preso em flagrante e responderá em liberdade pelas acusações

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Vereador de Ponta Grossa acusado de violência doméstica diz que tentou conter agressões da esposa

16 de julho de 2021 - 14:16 - Atualizado em 16 de julho de 2021 - 14:16

O vereador de Ponta Grossa, Izaías Salustiano (PSB) foi preso na madrugada desta sexta-feira (16) acusado de agredir a esposa durante uma discussão. O caso aconteceu em uma chácara no bairro Contorno. 

De acordo com a Polícia Civil, os dois entraram em luta corporal após um desentendimento. Segundo a polícia, ela estava ferida na boca e no braço. O vereador foi preso em flagrante pela Lei Maria da Penha e vai responder em liberdade após pagamento de fiança.

Em nota divulgada pelo gabinete do político, o vereador diz estar separado da mulher desde 2020. Ele diz que a separação não tem sido encarada “de forma saudável e natural” pela vítima.  

Izaías Salustiano contou sua versão do caso na nota. Confira: 

“Durante a noite desta quinta-feira (15), eu estava numa chácara na região do Kalinoski, na companhia de três pessoas. Uma delas, o proprietário do imóvel. Estávamos fora da casa, ao redor da churrasqueira, conversando e se alimentando.

Por volta das 23 horas fomos surpreendidos com a presença da minha ex-esposa que havia adentrado a chácara, sem autorização. De posse de um porrete de madeira, bastante alterada e nervosa, ela passou a danificar meu veículo e agredir as pessoas que comigo estavam.

Durante toda a situação, para evitar danos físicos maiores, procurei conte-la durante suas agressões. Por isso, estou ferido nos braços e na barriga.

Quando retornei a minha casa, encontrei a polícia na frente da minha porta. Infelizmente, minha ex-esposa já tinha contado a sua versão dos fatos.

Logo após, tive de comparecer perante a Autoridade Policial para esclarecer os todos os fatos, quando foi lavrado Boletim de Ocorrência.”

Ainda de acordo com a nota divulgada pelo gabinete, Salustiano diz prestou esclarecimento dos fatos e apresentou as lesões provocadas pela esposa. O vereador diz que a polícia agendou exame de corpo de delito e que os fatos serão apurados. “Todas as atitudes e ações de minha ex-esposa, motivadas por sentimentos negativos, como raiva, ódio e rancor, estão devidamente registradas em vídeo”, diz o vereador. 

Por fim, o vereador diz na nota que não tem histórico de agressões e que jamais passou por uma situação como essa. O casal tem três filhos. O caso será investigado pela Polícia Civil.