Segurança

Torcedores do Coxa são presos por assaltos contra torcedores do Paraná Clube

Secretaria de segurança de São José dos Pinhais diz que não foi um mero assalto, em que coincidiu de ladrões e vítimas torcerem para times opostos. Caso tratou-se de nítida provocação de torcidas

Giselle
Giselle Ulbrich
Torcedores do Coxa são presos por assaltos contra torcedores do Paraná Clube
Uma equipe da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe) prendeu em flagrante um rapaz de 24 anos suspeito pelo crime de tentativa de homicídio contra um torcedor do Corinthians, na manhã deste domingo (18), no bairro Alto da Glória, em Curitiba. Curitiba, 18/06/2017. Foto: Divulgação SESP

7 de abril de 2021 - 21:32 - Atualizado em 7 de abril de 2021 - 21:32

Numa operação da Polícia Civil, Guarda Municipal e Força Nacional, quatro torcedores do Coritiba foram presos na manhã desta quarta-feira (07), suspeitos de dois roubos no bairro Cidade Jardim, em São José dos Pinhais. Eles assaltaram dois torcedores do Paraná Clube, no mês passado, além de invadirem a casa de outro torcedor, em fevereiro, e danificarem o local. E os bandidos não fizeram nem questão de esconder, pois fizeram postagens em suas redes sociais se vangloriando dos crimes.

Conforme o secretário de segurança pública de São José dos Pinhais, Ricardo Kusch, o caso não foi um mero assalto, no qual coincidiu as vítimas e criminosos serem torcedores de times opostos. Ele afirma que o caso tratou-se de intencional provocação de torcidas, iniciada pelos integrantes da torcida Império, do Coritiba.

O primeiro crime ocorreu no dia 05 de fevereiro. Os quatro presos e mais outros torcedores do Coritiba, ainda não identificados, invadiram a casa da vítima, no bairro Cidade Jardim. Ameaçaram o morador, depredaram a casa e ainda atiraram contra a fachada da residência. Na ocasião, a vítima ficou acuada em um dos cômodos da casa, com a esposa a um filho, até a chegada da polícia.

Apesar dos agressores fugirem do local antes da chegada da polícia, diz o secretário, foram identificados pelas vítimas e por testemunhas.

O segundo crime ocorreu no dia 27 de março. Dois torcedores do Paraná Clube foram abordados enquanto andavam na rua, também no bairro Cidade Jardim, em São José dos Pinhais. Não foi um assalto simples, pois as vítimas foram agredidas antes de terem os pertences tomados pelos assaltantes. As vítimas só não ficaram mais machucadas porque um transeunte passeava pelo local com seu cão pitbull e conseguiu afastar os agressores.

Operação

Durante a operação para cumprimento de quatro mandados de prisão, além de quatro mandados de busca e apreensão, na manhã desta quarta, a polícia apreendeu farto material de torcida organizada do Coritiba na casa dos quatro presos.

Conforme Kusch, na residência de um dos presos, Marcos Paulo Pereira Vieira, 24 anos, os policiais ainda encontraram maconha, já fracionada, pronta para venda, o que rendeu ao preso a autuação em flagrante por tráfico de drogas. Na casa dele a polícia ainda encontrou um “soco inglês” e um veículo, utilizados nos assaltos.

O secretário divulgou os nomes dos presos: além de Marcos, foram detidos Cristiano Severo Amorim, 38 anos, Everton Wagner Carneiro, 34 anos e Robson Silva de Oliveira, 27 anos. Todos são investigados pela prática de associação criminosa, roubo e disparo de arma de fogo. Eles estão presos na delegacia de São José dos Pinhais.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.