Guilherme
Guilherme Becker / Editor

15 de junho de 2019 - 00:00

Atualizado em 15 de junho de 2019 - 00:00

Notícias

Suspeito de matar esposa e incendiar casa com corpo dentro é preso

Suspeito de matar esposa e incendiar casa com corpo dentro é preso
Homem é preso suspeito de matar esposa e incendiar casa em Irati (FOTO: DIVULGAÇÃO/ PMPR)

O homem, de 53 anos, suspeito de matar a companheira e ainda colocar fogo na residência com o corpo dentro, foi preso na manhã deste sábado (15), em Ponta Grossa. O crime aconteceu em Irati, entretanto, a prisão foi deflagrada pela Polícia Militar na cidade vizinha, há aproximadamente 100 km de distância.

A motivação do crime teria sido uma crise de ciúmes da vítima. O homem revelou que agrediu a companheira com golpes de martelo e esganadura, antes de atear fogo na residência.

Corpo é encontrado carbonizado

Na madrugada desta sexta-feira (14), o Corpo de Bombeiros de Irati atendeu uma ocorrência na rua Mato Grosso. No local, os militares identificaram o corpo de uma mulher carbonizado em um cômodo. Havia um botijão de gás próximo a vítima.

Após a ocorrência, a polícia recebeu uma denúncia da cunhada do companheiro da vítima.

De acordo com informações, a mulher ouviu uma conversa entre seu marido e o irmão, principal suspeito pelo crime. O homem comentou que havia brigado com a companheira e após uma discussão, acabou agredindo a vítima. No momento que identificou que a mulher estava desacordada, o suspeito ateou fogo na residência e fugiu para Ponta Grossa.

A cunhada do suspeito então se dirigiu até a Companhia de Polícia e relatou o que havia escutado. Os policiais acataram a denúncia e encontraram o homem na manhã deste sábado (15).

Suspeito é preso em Ponta Grossa

No endereço repassado a Polícia Militar de Ponta Grossa, o homem foi identificado e assumiu a autoria do crime. De acordo com ele, as agressões começaram após uma crise de ciúmes da vítima. Com golpes de martelo e esganadura o suspeito deixou a mulher desacordada. Na sequência do crime, ele ateou fogo na casa e fugiu.

Após ser preso o homem revelou que pretendia se entregar à polícia na segunda-feira (17). A vítima tinha 48 anos.