Segurança

Suspeito de matar homossexuais é um “serial killer”, afirma delegada

O homem é investigado pela morte de três pessoas e mais uma tentativa de homicídio nos últimos 30 dias

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Suspeito de matar homossexuais é um “serial killer”, afirma delegada
(FOTO: Divulgação/PCPR)

17 de maio de 2021 - 15:01 - Atualizado em 17 de maio de 2021 - 16:13

Na tarde do último domingo (16), a Polícia Civil do Paraná (PCPR) divulgou as fotos de José Thiago Correia Soroka, investigado pela morte de três homens, além de uma tentativa de homicídio. A PCPR acredita se tratar de um assassino em série, já que os quatro crimes procederam da mesma maneira.

As vítimas eram todas homens, homossexuais, que marcavam encontro com o suspeito, também conhecido como “Japa”, via aplicativo de relacionamento. Ao chegar na residência da vítima, o assassino aproveitava de sua distração e a imobilizava. Após golpeá-la com um “mata-leão”, o homem terminava o assassinato através de um sufocamento com cobertor ou travesseiro. Antes de sair do local do crime, o investigado levava consigo um ou dois objetos pessoais da vítima

Para a delegada da Polícia Civil do Paraná (PCPR), Camila Ceconello, se trata de um serial killer (assassino em série), já que o indivíduo age do mesmo modo há 30 dias, cometendo um assassinato por semana.

“Apesar dos esforços conjuntos da Polícia Civil do Paraná e da Polícia Civil de Santa Catarina, a gente ainda não conseguiu encontrar e prender este elemento que está com dois mandados de prisão temporária expedidos. Por isso, a gente resolveu divulgar as imagens desse suspeito.” 

afirma a delegada.

Thiago Nóbrega, delegado da PCPR, pede para que a população encaminhe denúncias através dos telefones 181 ou 197 caso tenha qualquer informação que possa levar a localização do suspeito e reitera alerta sobre o alto grau de periculosidade do foragido.