Segurança

Polícia trabalha para identificar criminosos que atiraram em diretor de empresa de criptomoedas

A suspeita é de que o crime esteja ligado ao ramo de atuação da vítima, mas a motivação ainda é desconhecida

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da RIC Record TV Curitiba
Polícia trabalha para identificar criminosos que atiraram em diretor de empresa de criptomoedas
(FOTO: RIC RECORD TV)

8 de abril de 2021 - 12:23 - Atualizado em 8 de abril de 2021 - 19:27

ERRAMOS: Inicialmente, o RIC Mais escreveu que a Polícia Civil já havia identificado um dos suspeitos pelo crime. No entanto, a informação estava desencontrada e não foi confirmada pelo delegado Thiago Nóbrega.

A Polícia Civil do Paraná está trabalhando para identificar os suspeitos que atiraram em Guilherme Grabarski, de 24 anos. A vítima é diretor de uma empresa de criptomoedas e foi seguida após deixar o trabalho na noite da última terça-feira (6). Próximo ao terminal do Campo Comprido, o carro onde estava Grabarski foi alvejado com mais de 10 tiros.

Após ser atingido por cinco disparos, sendo um deles na região da cabeça, ele foi encaminhado ao Hospital Evangélico Mackenzie, onde permanece em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Nesta quinta-feira (8), a Polícia Civil iniciou a oitiva de testemunhas e familiares de Grabarski. O caso é acompanhado pelo delegado Thiago Nóbrega. Segundo informações da divisão policial, a suspeita é de que o crime esteja ligado ao ramo de atuação da vítima, de criptomoedas, mas a motivação ainda é desconhecida.

Os investigadores analisam câmeras de segurança da região para tentar identificar o carro usado pelos criminosos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.