Segurança

Receita Federal apreende três cargas de cocaína no Porto de Paranaguá

Setecentos e cinquenta e dois quilos da droga estavam em três contêineres que seriam enviados para a Holanda e Bélgica

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Receita Federal apreende três cargas de cocaína no Porto de Paranaguá
Foto: Divulgação/Receita Federal

19 de abril de 2021 - 18:10 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 18:56

A Receita Federal apreendeu três cargas de cocaína apenas nesta segunda-feira (19) no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. Ao todo, foram encontrados 752 Kg da droga escondida em cargas que seguiriam para o exterior. 

Durante a manhã, a cocaína foi localizada em dois contêineres: um deles com 223, 5 Kg do entorpecente em meio a um carregamento de máquinas e peças com destino ao Porto de Antuérpia, na Bélgica, e o outro, com 41,5 Kg da droga camuflada no compartimentos dos motores de um contêiner refrigerado que seria embarcado para a Holanda.

Segundo a Receita, em ambos os casos, os métodos usados indicam que as tentativas de tráfico internacional não contaram com a participação do exportador.

Já durante a tarde, uma terceira carga do entorpecente foi localizada. Dessa vez, tábuas de madeira foram preparadas para acondicionar 487 kg de cocaína, que também seria enviada para o Porto de Antuérpia, na Bélgica. 

Ainda conforme a receita, o modo de acondicionamento da última apreensão indica um planejamento maior, com participação dos responsáveis pela acomodação da carga no contêiner. As informações sobre os casos foram repassadas à Polícia Federal para que se tente localizar os envolvidos.

Com as três ações de hoje, a Receita Federal contabiliza sete apreensões de cocaína no Porto de Paranaguá neste ano, totalizando 1.137 kg. É a primeira vez que o órgão registra três apreensões de cocaína em uma mesma unidade em 24 horas no país.

De acordo com a Receita Federal, em 2020, foram apreendidas 6,9 toneladas de cocaína no Porto de Paranaguá.

Do Paraná para o mundo

Em fevereiro deste ano, uma reportagem do jornalista Marc Sousa, da RIC Record TV, mostrou que o Porto de Paranaguá é uma das principais portas de saída de drogas que seguem do Brasil para o exterior. Para se ter uma ideia do volume da exportação de entorpecentes, entre os anos de 2010 e 2020, foram apreendidas no Porto de Paranaguá 35.301 quilos de cocaína, perdendo apenas para o Porto de Santos, em São Paulo, onde foram apreendidas 101.135 quilos. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.