Segurança

Quatro estabelecimentos são fechados por aglomeração em Curitiba e clientes repudiam fiscalização

Uma sauna, um bingo e dois bares foram autuados

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem da RIC Record TV Curitiba
Quatro estabelecimentos são fechados por aglomeração em Curitiba e clientes repudiam fiscalização
(FOTO: MICHAEL MARTINS/ RIC RECORD TV)

8 de janeiro de 2021 - 08:35 - Atualizado em 8 de janeiro de 2021 - 08:35

Uma fiscalização organizada pela Ação integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) fechou quatro comércio em Curitiba na noite desta quinta-feira (7). Os locais contavam com aglomerações de pessoas e os proprietários foram autuados, de acordo com o decreto municipal. Além disso, alguns clientes que estavam com veículos irregulares também foram multados.

Os estabelecimentos fechados foram: dois bares, uma sauna e um bingo, este último funcionava em um falso escritório de advocacia. A fiscalização faz parte do projeto de conter a propagação do novo coronavírus.

Comércios fechados em Curitiba

O primeiro local fiscalizado em Curitiba foi um bingo próximo a praça Rui Barbosa. Aproximadamente 15 pessoas estavam dentro do local, que funciona dentro de um falso escritório de advocacia. Mesmo com a presença da fiscalização e de policiais, alguns clientes queriam continuar na sede, mas desta vez para um jogo de cartas. A proprietária foi levada à delegacia e assinou termo circunstanciado.

Já no bairro Rebouças, a fiscalização encontrou uma sauna em funcionamento. O local tinha 26 pessoas e foi fechado. O proprietário foi autuado por aglomeração e falta do uso de máscara. Um dos clientes deu uma entrevista na saída e reclamou que outros locais que promovem aglomerações também devem ser fiscalizados.

O comboio da fiscalização ainda passou por dois bares que apresentavam irregularidades. No bairro Água Verde, um comércio estava lotado e clientes, que se incomodaram com a presença dos agentes e da imprensa, fizeram gestos obscenos. Outro bar no Portão também foi fechado pois estava funcionando após às 23h, contrariando o toque de recolher e o decreto municipal.

cliente gesto obesceno
Cliente não gostou de ser filmado em bar lotado e fez um gesto obsceno (FOTO: MICHAEL MARTINS/ RIC RECORD TV)

A Polícia Militar (PM) aproveitou para fiscalizar carros estacionados em lugares irregulares e motoristas com problema na habilitação.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.