Segurança

Profissional de saúde é afastada após fingir que aplica vacina em idosa de 97 anos

A prefeitura de Maceió informou que já repassou o caso para o Ministério Público

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Profissional de saúde é afastada após fingir que aplica vacina em idosa de 97 anos
(FOTO: REPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS)

29 de janeiro de 2021 - 10:36 - Atualizado em 29 de janeiro de 2021 - 10:37

Uma técnica de enfermagem foi flagrada fingindo aplicar vacina contra covid-19 em uma idosa de 97 anos, em Maceió, nesta quinta-feira (28). O vídeo que viralizou nas redes sociais foi gravado e divulgado pela família. De acordo com os parentes, o objetivo é que outras famílias não passem pelo mesmo constrangimento.

Nas imagens (assista abaixo), é possível ver que a profissional de saúde prepara a seringa, coloca no braço da idosa, porém não injeta o imunizante. Enquanto realizava o procedimento, a técnica ainda respondeu uma pergunta sobre reação da vacina.

No momento da vacinação os familiares não perceberam que a aplicação tinha sido incorreta. Somente após a neta enviar o vídeo em um grupo da família, comemorando a vacinação, é que um outro parente, que é médico, alertou sobre o erro.

A família então levou a idosa a um local de vacinação, no Shopping Pátio Maceió, e exigiu que a mulher fosse vacinada corretamente. No primeiro momento a coordenadora da vacinação questionou a ida da idosa até o local, mas após ver as imagens, autorizou que uma nova dose fosse aplicada.

Profissional afastada

Em nota, a Prefeitura de Maceió informou que será aberto processo para investigar a técnica de enfermagem. Além disso, a profissional já foi afastada do cargo. Confira a nota:

“A Prefeitura de Maceió tomou ciência com indignação sobre o caso da servidora da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que, ao aplicar uma vacina em uma idosa, não injetou o imunizante. Trata-se de um caso isolado. Assim que foi notificado, uma equipe da saúde realizou imediatamente a vacina na idosa. Informamos ainda que foi determinado o afastamento da profissional envolvida, abertura de processo administrativo para investigação do caso e o acionamento do Ministério Público Estadual para uma apuração transparente do ocorrido. A prefeitura vai ampliar a fiscalização e vai mudar o protocolo de vacinação. O profissional de saúde terá que mostrar a seringa cheia antes da aplicação e vazia após o procedimento. Juntos, vamos vencer a Covid-19”.

O Ministério Público de Alagoas irá investigar a conduta da profissional.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.