Segurança

Professores são feitos reféns durante assalto em escola do Pinheirinho

O criminoso aproveitou o momento em que era feita a entrega dos kits de alimentação escolar para entrar na instituição de ensino armado

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com reportagem de Nader Khalil da RIC Record TV, Curitiba
Professores são feitos reféns durante assalto em escola do Pinheirinho
Foto: Luciano Chinasso/RIC Record TV

26 de novembro de 2020 - 15:31 - Atualizado em 26 de novembro de 2020 - 15:33

Professoras da Escola Municipal Vereadora Laís Peretti, do bairro Pinheirinho, em Curitiba, foram feitos reféns por um criminoso durante um assalto no início da manhã desta quinta-feira (26), por volta das 7h. 

Conforme uma das vítimas, que prefere não se identificar por medo, o suspeito aproveitou o momento em que era efetuada uma entrega na instituição de ensino para entrar armado e render os professores. Na sequência, o bandido forçou todos a entrarem em um sala de aula e roubou seus pertences pessoais. 

“Primeiramente, ele pegou o rapaz do caminhão dos kits, mostrou a arma e pediu para ele ficar quieto no portão. Ele entrou, nós estávamos em quatro no pátio e ele pediu água. Nós falamos que não tinha porque estamos com falta de água hoje. Ele ainda perguntou qual era a escola mais próxima que ele poderia ir e deu a voz de assalto. Aí pediu para todas entrar na sala. Eu joguei o celular na gaveta e ele falou para mim ‘Me dá o celular que eu sei que você está com o celular’. Ele mostrou o revólver e falou que eu ia morrer se não desse o celular”, contou a professora. 

De acordo com o Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (SISMMAC), o que aconteceu nesta manhã não é um caso isolado, outras duas instituições de ensino municipais também foram alvo de bandidos esta semana.

“Apesar da suspensão das aulas, esses profissionais continuam comparecendo nas unidades para fazer a preparação das atividades pedagógicas que estão sendo entregues às famílias e os kits de alimentação escolar. Então, esse trabalho continua acontecendo nas escolas e as pessoas estão sendo alvo de assaltantes”, pontua Luciana Kopsch, do SISMMAC. 

Indignados com a falta de segurança, pais de alunos que estiveram na Escola Municipal Vereadora Laís Peretti para receber os kits de alimentação nesta quinta se juntaram aos professores em um protesto em frente à instituição de ensino. 

“Está faltando um pouco de responsabilidade do poder público de colocar policiais, guardas municipais. Caso não tenha guardas municipais suficientes, que façam um novo concurso para que todas as escolas tenham guardas ou uma patrulha”, declarou um pai Edson Luiz. 

Câmeras de segurança registram a ação do criminoso dentro da escola, mas as imagens não foram divulgadas. 

“A gente desempenha nossa profissão com amor, dedicação e aí acontece esse tipo de situação. Como a gente vai voltar para a escola? Mês que vem quando tiver a próxima entrega, qual vai ser a nossa vontade de estar aqui novamente?”, finalizou a professora visivelmente abalada. 

Em nota, a Prefeitura Municipal de Curitiba informou que agentes da Guarda Municipal atenderam a ocorrência e continuam fazendo buscas pelo suspeito. Além disso, o efetivo da GM foi reforçado na região, onde as dez unidades mais vulneráveis contam com um guarda fixo. 

Assista à reportagem:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.