Segurança

Suspeito de jogar água fervendo na esposa, em Floresta, fica surpreso ao saber que será preso: “Vou ficar preso?”

Homem não acreditou que seria preso por jogar água fervendo na esposa. Veja o vídeo

Gabriel
Gabriel Trevisan
Suspeito de jogar água fervendo na esposa, em Floresta, fica surpreso ao saber que será preso: “Vou ficar preso?”
Foto: Reprodução/ Polícia Civil

21 de setembro de 2020 - 19:21 - Atualizado em 21 de setembro de 2020 - 19:22

Após ser preso como principal suspeito de jogar uma panela de água fervendo contra a própria companheira em Floresta, região de Maringá, o homem de 43 anos negou o crime à Polícia Civil.

Segundo Rogério Cleverson, de 43 anos, a companheira bebeu muito e jogou água fervendo sobre o próprio corpo. Ao receber voz de prisão como principal suspeito da tentativa de feminicídio, o homem ficou surpreso e não entendeu o que estava acontecendo

“Como assim? Eu vou ficar preso? Nossa…” disse o homem que parecia confuso com o acontecido.

Veja o momento em que o homem é autuado em flagrante:

A companheira de Rogério, de 51 anos, foi atendida em um hospital de Floresta no sábado (19) com mais de 50% do corpo queimado. De acordo com o prontuário médico, a paciente sofreu diversas queimaduras de segundo grau por todo o corpo. 

O caso chegou ao conhecimento da Polícia Militar após funcionários da Unidade de Pronto Atendimento denunciarem o caso como suspeita de feminicídio.

Aos policiais, a vítima disse que estava cozinhando macarrão quando o marido chegou alterado em casa. O casal começou a brigar por conta do cachorro da família, que escapou. Durante a discussão, o companheiro pegou a panela que estava em cima do fogão e jogou contra ela.

Policiais militares descobriram o caso ao serem chamados por funcionários da instituição hospitalar. Os trabalhadores disseram que o companheiro da mulher estava atrapalhando as atividades da unidade. Ele foi preso e levado à delegacia de Maringá.