Segurança

Jogador que matou presidente do time Nacional será transferido de cadeia

O jogador poderia estar correndo risco de morte na unidade prisional.

André
André Justus
Jogador que matou presidente do time Nacional será transferido de cadeia
Imagem: Reprodução/Facebook

21 de setembro de 2020 - 14:35 - Atualizado em 21 de setembro de 2020 - 14:40

O pedido da defesa do atleta Vinicius Henrique Corsini da Silva, de 20 anos, foi atendido pela Justiça. Acusado de matar o presidente de honra do time Nacional, o atleta será transferido da cadeia pública de Rolândia.

De acordo com o pedido da defesa, o jogador poderia estar correndo risco de morte na unidade prisional. Assim, o juiz Alberto José Ludovico, da Vara Criminal de Rolândia, determinou sigilo para onde o suspeito será transferido.

O Caso

Corsini teria abordado Danilson na região central de Rolândia, no norte do Paraná, na quarta-feira (16). Durante uma discussão, a vítima teria sido atingida por facadas no pescoço e na perna.

O motivo do crime teria relação com o time Nacional Atlético Clube ou, até mesmo, com um possível flerte de Danilson com a mãe do atleta, segundo o delegado Marcos Rubira. Após a agressão, o jogador jogou a faca em uma residência e tentou fugir, mas foi contido por populares até a chegada da Polícia Militar. Ele foi preso e encaminhado à delegacia.

A vítima foi encaminhada para o Hospital do Coração, em Londrina, mas não resistiu aos ferimentos.

Receba as melhores notícias de Londrina e região pelo Whatsapp. Faça parte do grupo!