Segurança

Polícia Militar interrompe festa com mais de 60 pessoas em casa de luxo, em Curitiba

Segundo a PM, mais de 15 denúncias foram realizadas pela vizinhança

Guilherme
Guilherme Becker / Editor Com informações de Marcelo Borges da RIC Record TV
Polícia Militar interrompe festa com mais de 60 pessoas em casa de luxo, em Curitiba
(FOTO: PAULO FISCHER/ RIC RECORD TV)

4 de março de 2021 - 08:07 - Atualizado em 4 de março de 2021 - 08:07

Apesar de todos os pedidos das autoridades de saúde, alertando sobre a crise no sistema de saúde e os altos riscos de contágio do coronavírus, mais uma festa clandestina foi localizada em Curitiba. Por volta da 1h, desta quinta-feira (4), a Polícia Militar (PM) foi até uma casa de luxo, no bairro Boqueirão, e encontrou mais de 60 pessoas no local.

“Já não é de hoje que temos denúncias da comunidade deste imóvel com festas clandestinas neste período da Covid. São mais de 15 chamados que temos deste local, mas das outras vezes a equipe chegava e todos já estavam dispensados ou não encontrávamos mais nada”, contou o capitão Peres, da Polícia Militar.

Mas na madrugada desta quinta-feira os participantes foram surpreendidos. Na residência localizada na rua Desembargador Antônio de Paula, que contava até com piscina, os policiais encontraram bebidas alcoólicas, essências de narguilé e cardápios, apesar dos responsáveis contarem que no local era realizado apenas um encontro entre amigos.

Todo o material apreendido e os participantes foram levados ao 20º Batalhão da Polícia Militar. Mais de 60 pessoas foram submetidas ao termo circunstanciado. A ação da PM faz parte da operação Lockdown, lançada em todo estado.

festa no boqueirao
(FOTO: POLÍCIA MILITAR)

De acordo com informações, o local seria utilizado para a organização de festas clandestinas.

Crise no sistema de saúde

Nesta quarta-feira (3), o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, alertou a população que o sistema de saúde está entrando em colapso. Mais de 700 pessoas aguardam por leitos para internação em virtude do coronavírus.

Também nesta quarta-feira (3), o Brasil bateu um novo recorde de mortes causadas pela doença. Segundo o Ministério da Saúde, 1.910 pessoas perderam a vida em 24 horas.