Segurança

Polícia Civil estuda remanejar presos e desativa carceragens na região de Umuarama

Portaria prevê extinguir três carceragens, realocando os presos em outros três municípios

Gabriel
Gabriel Trevisan
Polícia Civil estuda remanejar presos e desativa carceragens na região de Umuarama
Foto: Polícia Civil

9 de outubro de 2020 - 17:01 - Atualizado em 9 de outubro de 2020 - 17:01

Diversos delegados da Polícia Civil da região de Umuarama editaram uma portaria conjunta com intenção de desativar as carceragens de três municípios da região. A ideia é realocar os presos das carceragens de Alto Piquiri, Pérola e Xambrê nas unidades de Altônia, Iporã e Icaraíma.

Segundo o delegado chefe da 7ª Subdivisão Policial de Umuarama, Osnildo Carneiro Lemes, quatro investigadores ficam exclusivamente 24 horas/dia guardando cerca de 20 presos em cada pequena carceragem, o que implica em postergação das investigações de crimes.

As delegacias que receberam os presos das unidades menores, receberão também mais dois investigadores, que somando-se aos quatro existentes formarão um efetivo de seis policiais.

Já as delegacias que ficarem sem presos, terão dois investigadores livres para se dedicarem exclusivamente às investigações e atendimento ao público.

Segundo a assessoria de imprensa da PC da região, além da economia aos cofres públicos, as medidas resultam em significativa melhora no atendimento ao público.

Em nota, a assessoria também pontua que o projeto é resultado de estudos aprofundados por meses, e levou em conta principalmente a baixa demanda de ocorrências policiais, conforme estudos.