Segurança

Polícia acredita que jovem desaparecida foi levada de festa dentro de porta-malas

Maria Elena sumiu depois que saiu de casa para ir com o ex-namorado até a confraternização; o homem teria confessado que matou a jovem asfixiada 

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com reportagem de William Bittar e Tiago Silva da RIC Record TV, Curitiba
Polícia acredita que jovem desaparecida foi levada de festa dentro de porta-malas
Foto: Reprodução/RIC Record TV

29 de janeiro de 2021 - 15:00 - Atualizado em 29 de janeiro de 2021 - 15:08

A Polícia Civil acredita que o desaparecimento de Maria Elena de Jesus, de 22 anos, possa estar ligado a um carro que foi registrado por câmeras de segurança, posicionadas ao lado da residência onde a jovem foi vista pela última vez com vida, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

O veículo foi localizado e apreendido nesta quinta-feira (28) para passar por uma perícia. O resultado deve sair em alguns dias, no entanto, já foram encontrados indícios de que ela foi colocada dentro do porta-malas.

Maria Elena está desaparecida desde 12 de janeiro quando saiu de casa para ir até uma festa com o ex-namorado Leonardo Xavier Simões, de 29 anos.

Testemunhas afirmaram aos investigadores que o casal esteve no local e que os dois brigaram depois que a jovem beijou outra garota. Além disso, em um dos depoimentos, um amigo de Leonardo contou que após a festa, ele apareceu com o rosto todo arranhado e confessou ter matado a ex-namorada asfixiada.

Nas imagens, gravadas no início da madrugada de 14 de janeiro, o carro chega na casa onde ocorreu a confraternização, entra de ré na garagem e, minutos depois, vai embora. No entanto, antes de seguir, é possível ver Leonardo tentar fechar com dificuldade o porta-malas do veículo, o que aponta que havia algo lá dentro. 

Leonardo aparece fechando o porta-malas do veículo em frente à casa onde ocorreu a festa. (Foto: Reprodução/Câmera de segurança)

Segundo apurado pela RIC Record TV, o carro pertence a uma vizinha de Leonardo, foi pedido emprestado pelo irmão mais velho do jovem e devolvido no dia 15 de janeiro. 

“Eu não sei o que ele fez com o carro. Ele pegou para trabalhar. O que ele aprontou, o que ele deixou de fazer, não. O que eu sabia eu contei na delegacia”, explicou a proprietária do veículo Fátima Ribeiro. 

Leonardo também é considerado desaparecido. Conforme sua mãe, Leontina Simões, ele sumiu no dia 13 de janeiro, um dia depois do último contato que Maria Elena teve com seus familiares. Na ocasião, o rapaz levou seu veículo até a casa da mãe, informou que estava saindo para logo voltar, mas não retornou. 

“Ele não liga mais para mim, eu tento ligar para ele e não me responde. O coração está pesado, sem ter notícias, sem saber onde ele está. Isso dói muito”, disse a mãe. 

Outro fator que chama atenção é que o irmão mais velho de Leonardo também não foi mais visto desde o dia 13. O homem possui passagem pela polícia por homicídio. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.