Segurança

PM que atirou em cachorro diz que disparou para se defender de ataque

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
PM que atirou em cachorro diz que disparou para se defender de ataque
Foto: Colaboração.

24 de junho de 2020 - 18:02 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:39

O policial militar que atirou num cachorro em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), prestou depoimento na Delegacia do Meio Ambiente sobre o caso nesta quarta-feira (24). O PM, que estava acompanhado de um advogado, disse que só atirou porque tentou se defender do ataque do animal.

O episódio aconteceu na última segunda-feira (22). O PM, após fazer o disparo, continuou na região e acabou sendo identificado pela Secretaria de Meio Ambiente do município.

Ele foi denunciado à Delegacia do Meio Ambiente, onde foi instaurado um termo circunstanciado. Ao delgado, o policial militar mostrou as marcas das lesões da mordida do animal.

policial-ataca-cachorro-rua-2
Foto: Colaboração.

De acordo com o advogado Rogério Nogueira, que representa o cabo da PM, o policial está há 17 anos na corporação e é considerado de excepcional conduta. O advogado alegou que o disparo foi em legítima defesa. Para ele, o dono do animal agora deve ser responsabilizado criminalmente.

Agora, o inquérito vai ser encaminhado à Justiça, que vai decidir se houve ou não excesso por parte do policial militar. Foi encaminha, ainda, uma cópia do procedimento à Corregedoria da PM, que também vai apurar os fatos e tem prazo de 30 dias para dar um parecer final.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.