Segurança

PM prende dupla após perseguição que passou por 10 bairros de Apucarana

O motorista bateu o carro contra uma árvore no Núcleo Habitacional João Paulo e tentou fugir a pé mas a PM conseguiu alcançá-lo; os dois foram presos

Ana Clara
Ana Clara Marçal / Estagiária com supervisão de Caroline Berticelli
PM prende dupla após perseguição que passou por 10 bairros de Apucarana
(Foto: Ilustração/ Polícia Militar)

2 de agosto de 2021 - 17:31 - Atualizado em 2 de agosto de 2021 - 17:32

Dois homens de 37 anos foram presos na madrugada desta segunda-feira (2), em Apucarana, no norte do Paraná, após fugirem da Polícia Militar (PM) por 10 bairros da cidade.

A perseguição iniciou quando os policiais militares avisaram o veículo de modelo Chevrolet Classic, ocupado pelos suspeitos, durante um patrulhamento de rotina. De acordo com a PM, ao perceber a viatura nas proximidades, o motorista passou a dirigir em alta velocidade e, mesmo após voz de abordagem com sinais luminosos e sonoros, não parou o carro.

A perseguição passou pelos seguintes bairros do município: Jardim Ponta Grossa, Jardim América, Jardim Apucarana, Centro, Vila Formosa, Vila Brasil, Vila Martins, Jardim Menegazzo, Jardim Espanha e Núcleo Habitacional João Paulo. Neste último, o condutor perdeu o controle do veículo quando cruzava a linha férrea, em alta velocidade, e bateu contra uma árvore.

Segundo o Boletim de Ocorrência, o condutor saiu do carro e tentou fugir a pé, mas acabou detido algumas quadras depois. Ele estava em posse de um revólver calibre 38 no chão carregado. Ainda conforme a polícia, ao receber voz de prisão, o homem passou a agredir os policiais com chutes e socos, fazendo necessário o uso de força física, spray de pimenta e algemas.

O passageiro que estava no veículo também foi preso.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.