Segurança

Penitenciária masculina de segurança média será construída na PR-439, no Norte Pioneiro

A construção será feita com recursos do governo federal, totalizando R$ 48 milhões; a previsão é que o processo de licitação da obra seja finalizado até o fim de setembro e a construção comece ainda neste ano

Ana Clara
Ana Clara Marçal / Estagiária com informações da Agência Estadual de Notícias
Penitenciária masculina de segurança média será construída na PR-439, no Norte Pioneiro
Foto: Jonathan Campos/AEN

12 de julho de 2021 - 21:57 - Atualizado em 12 de julho de 2021 - 21:57

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, anunciou, nesta segunda-feira (12), a construção de uma penitenciária de segurança média em Ribeirão do Pinhal, no norte pioneiro do Paraná. A declaração aconteceu durante uma reunião, no Palácio do Iguaçu, com o prefeito da cidade, Dartagnan Calixto Fraiz e o secretário de Estado de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

A penitenciária com capacidade para 800 presos ficará em uma área de 8 mil metros quadrados, doada pela prefeitura, a cerca de cinco quilômetros da zona urbana, na PR-439, que liga os municípios de Ribeirão do Pinhal à Abatiá e a Santo Antônio da Platina.

“É algo que extrapola Ribeirão do Pinhal, vai beneficiar o Norte e o Norte Pioneiro do Estado. A penitenciária não é só um prédio. Ela traz consigo um número grande de pessoas, que vão morar na região, gastar na região e impulsionar a economia. O efetivo da Polícia Militar também deve aumentar, melhorando significativamente a segurança […] vai mudar o perfil da cidade, tenho consciência disso.”

destaca Fraiz.

A unidade será exclusivamente masculina e contará com automação e tecnologia, auxiliando em um melhor monitoramento e maior segurança na região. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) estima uma criação de até 120 empregos diretos quando a penitenciária estiver em funcionamento no município de 14 mil habitantes.

Segundo a Sesp, a construção também ajudará na transferência de presos e queda da lotação de penitenciárias localizadas em Londrina, Cambará, Jacarezinho, Santo Antônio da Platina entre outras da região.

“O Paraná recebeu a missão para implantar esse importante projeto. A Secretaria de Segurança Pública está fazendo todas as tratativas necessárias para iniciar e entregar o quanto antes essa obra, algo que vai beneficiar o sistema penitenciário do Estado como um todo.”

ressalta o secretário de Estado de Segurança Pública.

As obras serão custeadas com recursos do governo federal. O valor será de R$ 48 milhões. A previsão é que o processo de licitação seja encerrado até o fim de setembro e as obras comecem ainda neste ano.

A construção da penitenciária engloba um investimento de mais de R$ 120 milhões na segurança pública do Estado. O dinheiro será destinado a projetos e obras assim como a aquisição de armas e equipamentos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.