Notícias

Pai que matou filho esganado deixou carta e disse que queria ver a ex-mulher sofrer

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Pai que matou filho esganado deixou carta e disse que queria ver a ex-mulher sofrer
Pai que matou filho esganado deixou carta e disse que queria ver a ex-mulher sofrer. (Foto: reprodução das redes sociais)

17 de junho de 2019 - 00:00 - Atualizado em 17 de junho de 2019 - 00:00

O pai que matou o próprio filho esganado por não aceitar o fim do relacionamento com a mãe da criança, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, na madrugada deste domingo (16), deixou uma carta antes de cometer o crime.

Pai que matou filho esganado em Piraquara deixou carta

Neri da Rosa, de 37 anos, estava separado da ex-mulher há aproximadamente seis meses. Sem aceitar o fim do relacionamento, o homem cometeu um crime brutal contra o próprio filho: Davi Gabriel Franco da Rosa, de apenas quatro anos.

Em seguida, Neri cometeu suicídio ao se enforcar com uma corda dentro da mesma residência.

PAI ESTARIA PASSANDO O FINAL DE SEMANA COM A CRIANÇA. (FOTO: OTONIEL SILVA, DA RIC TV | RECORD TV)

PAI ESTARIA PASSANDO O FINAL DE SEMANA COM A CRIANÇA. (FOTO: OTONIEL SILVA, DA RIC TV | RECORD TV)

O filho, conforme a Polícia Militar (PM), estaria dormindo quando foi esganado pelo pai.

Pai da criança estava em depressão e deixou carta

De acordo com informações de familiares, Neri passava por problemas de saúde e depressão após se separar da mãe de Davi.

No local, conforme entrevista do tenente Renan, da PM, uma carta foi encontrada em cima da cama. “Pelo pouco que a gente apurou ali, tinha uma carta em cima da cama, meio que uma carta de despedida, ele alegando que não estava feliz com o término do relacionamento. Então se vislumbra que ele cometeu isso porque tinha a ver com o relacionamento dele”.

Além disso, na mesma carta Neri dizia que cometeu o crime para ver a ex-mulher sofrer.

Leia também: Veja trechos da carta deixada pelo pai

Relacionamento conturbado

Separados há aproximadamente seis meses, de acordo com familiares, o relacionamento de Neri e a ex-esposa foi marcado por brigadas e muitas confusões. Cansada, a mulher resolveu colocar um ponto final na relação.

Na mudança de rotina, Davi costumava ficar aos finais de semana com o pai, que morava na casa da mãe. Dessa maneira, todo sábado pela manhã Neri pegava Davi e os dois seguiam para a casa onde o crime brutal aconteceu.

Davi Gabriel Franco da Rosa, de apenas quatro anos. (Foto: reprodução redes sociais)

Davi Gabriel Franco da Rosa, de apenas quatro anos. (Foto: reprodução redes sociais)

Desta vez, ao passar pegar o filho, Neri perguntou sobre a mãe do garoto, que não estava em casa. Em seguida, o homem pegou o pequeno e ambos saíram de carro e desapareceram.

Sem notícias do filho, a mãe de Davi foi até a casa da ex-sogra ao lado do irmão para ver o que estava acontecendo. Ao chegar lá, uma terrível surpresa: seu filho estava morto, assim como o ex-marido.

“Minha vida perdeu todo o sentido”

Em uma rede social, a mãe da criança diz que sua vida perdeu todo o sentido. “Você está nos braços de Deus meu anjo. Deus vai dar forças pra eu sobreviver sem ouvir você me chamar de “mamãe minha lindona”. E agora meu amor, quem vai pedir pra dormir em cima da mamãe, o que vou fazer sem você. Vai com Deus meu príncipe, eu vou te amar infinitamente por toda eternidade. Meu príncipe Davi está no céu agora nos braços do pai”.

Em Piraquara, pai mata filho esganado por não aceitar fim do relacionamento. (Foto: reprodução redes sociais)

Em Piraquara, pai mata filho esganado por não aceitar fim do relacionamento. (Foto: reprodução redes sociais)

Enterro de Davi acontece nesta segunda-feira (17)

O enterro do pequeno Davi está marcado para esta segunda-feira (17), no cemitério Jardim Guarituba, em Piraquara.

No velório, a mãe do pequeno preferiu não gravar entrevista.