Notícias

‘Boi na Linha’: 3ª fase cumpre 55 mandados judiciais no norte do Paraná

Mirian
Mirian Villa
‘Boi na Linha’: 3ª fase cumpre 55 mandados judiciais no norte do Paraná
A conquista da ginástica marcou o quarto ouro brasileiro no Pan, sendo a 13ª medalha do País na competição até agora (Foto: Reprodução/CBG)

22 de maio de 2019 - 00:00 - Atualizado em 22 de maio de 2019 - 00:00

A terceira fase da operação ‘Boi na Linha’ foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (22), em Rolândia, no norte do Paraná. Segundo a Polícia Civil, serão cumpridos 25 mandados de prisão e 30 de busca e apreensão.

Terceira fase da operação é deflagrada em cinco cidades do Paraná

Quarenta policiais civis em militares cumprem os mandados nas cidades de Centenário do Sul, Arapongas, Bandeirantes, Jaguapitã, além de Rolândia.

Os presos estão sendo deslocados para a delegacia de Polícia Civil da cidade. A ação faz parte da 3ª fase da operação Boi na Linha, que visa combater golpes praticados contra proprietários de veículos roubados ou furtados no Estado.

O crime de extorsão ocorria por meio de ligações telefônicas, em que os suspeitos afirmavam estar com o bem da vítima e exigiam pagamento de resgate.

Anuncio nas redes sociais

A partir de anúncios publicados nas redes sociais, os suspeitos obtinham informações sobre pessoas que tinham o veículo furtado ou roubado. Na sequência, determinados criminosos tinham a função de fazer a ligação e pedir o pagamento de resgate, com depósito em conta corrente.

Outros suspeitos do grupo criminoso, proprietários das contas bancárias, eram responsáveis por sacar o dinheiro e dividir o produto da extorsão entre os golpistas. Os proprietários das contas depositavam o pagamento dos demais criminosos em casas lotéricas. O objetivo dos saques e depósitos era evitar o rastreamento do dinheiro ilícito através de operações de transferência.

Os golpistas exigiam o pagamento de valores entre R$ 200 e R$ 2 mil às vítimas.

Operação Boi na Linha

Na 2ª fase da operação, que aconteceu em fevereiro de 2019, foram cumpridas ordens de prisão em Curitiba, Rolândia, Londrina, Alvorada e Jaguapitã. Nesta ação, a polícia investigava uma quadrilha especializada em extorsão por telefone.

Já na primeira fase da operação, realizada em dezembro de 2018, oito pessoas suspeita de aplicação de golpe envolvendo proprietários de veículos furtados foram presos.

*Essa matéria está sendo atualizada