Segurança

Mulher que aguardava cirurgia no calcanhar é encontrada morta após ‘sair escondida’ de hospital

Laudo apontou que vítima foi vítima de uma hemorragia interna causada por traumatismo no tórax e membros

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Mulher que aguardava cirurgia no calcanhar é encontrada morta após ‘sair escondida’ de hospital
(FOTO: REPRODUÇÃO)

25 de setembro de 2020 - 09:03 - Atualizado em 25 de setembro de 2020 - 09:07

A polícia segue investigando a morte de uma mulher que teria saído escondida de um hospital e foi encontrada a cerca de 2 quilômetros de distância, sem vida. O caso foi registrado na 23ª Delegacia Policia, no Méier, na Zona Norte do Rio de Janeiro. De acordo com imagens de câmeras de segurança, a paciente foi hospitalizada na quinta-feira (17) e foi flagrada deixando o Hospital Salgado Filho no sábado (19). 

No início da semana, o companheiro de Valéria Muniz de Carvalho foi até o hospital para visitar a mulher e recebeu a informação que ela não estava mais internada. Logo na sequência, a família foi informada que uma pessoa com as mesmas características foi encontrada morta em uma rua no Cachambi. 

A irmã de Valéria reconheceu o corpo da vítima, porém, informou que a mulher tinha hematomas no queixo, braço e costas.

Mulher deixa hospital sem alta médica

O caso está sendo investigado pelo delegado Deoclecio de Assis, que revelou que há indícios da morte ter sido causada por ‘situação violenta’. Valéria foi hospitalizada com uma fratura na perna e teria que passar por uma cirurgia no calcanhar. 

Entretanto, câmeras de segurança flagraram a mulher deixando o hospital no sábado pela manhã, ainda com curativos na perna. Em nota, a instituição informou que a paciente deixou o local sem autorização.

“O Salgado Filho tem sim controle nos seus acessos- há vigilantes em todas as entradas e saídas da unidade. A saída foi registrada pelas câmeras de segurança do hospital e as imagens já foram disponibilizadas para a polícia”, declarou em nota.

Já no início da semana, a família foi informada que uma pessoa com características semelhantes foi encontrada morta na Rua Miguel Angelo, em Cachambi. Após laudo, foi identificada que a morte foi causada por uma hemorragia interna causada por traumatismo no tórax e membros, após ação contundente.

Na última quarta-feira (23) Valéria foi enterrada no cemitério do Pechincha. A polícia continuará investigando o caso.