Segurança

Mulher é suspeita de agredir e manter a própria mãe em cárcere privado no PR

Os policiais conseguiram falar com a mulher, que estava sozinha e trancada na casa, sem as chaves

Renan
Renan Vallim / Repórter com informações da PM
Mulher é suspeita de agredir e manter a própria mãe em cárcere privado no PR
(Foto: AEN)

21 de setembro de 2021 - 10:07 - Atualizado em 21 de setembro de 2021 - 10:07

Uma mulher de 58 anos foi resgatada de uma casa onde estava mantida em cárcere privado pela própria filha em Umuarama, noroeste do Paraná. A mulher estava com um hematoma na boca, que teria sido causado pela filha.

O caso aconteceu no início da noite desta segunda-feira (20), na Zona 2. A Polícia Militar (PM) chegou ao local através de uma denúncia anônima. Os policiais conseguiram falar com a mulher, que estava sozinha e trancada na casa, sem as chaves.

A mulher estava com um hematoma na boca. Segundo ela, o ferimento teria sido causado pela própria filha. Os policiais então chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para tratar do ferimento.

Os policiais se preparavam para arrombar a residência quando a cuidadora da mulher chegou com as chaves. Ela relatou aos policiais que teria sido agredida pela mulher e, por isso, a filha da mulher então a orientou a trancá-la na residência.

A filha da mulher foi chamada e teria confirmado a orientação de deixar a mãe trancada na casa. No entanto, disse que o ferimento na boca da mãe foi causado por uma queda de um degrau no interior da residência.

A mulher mantida em cárcere privado foi encaminhada ao Pronto Atendimento de Umuarama para tratar do ferimento. A filha e a cuidadora foram levadas à delegacia.