Segurança

MP denuncia coveiro e o filho por corrupção e vilipêndio de cadáver

Pai e filho teriam cobrado, de pelo menos duas pessoas, um pagamento extra para realizar a exumação de cadáveres

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais Com informações do MPPR
MP denuncia coveiro e o filho por corrupção e vilipêndio de cadáver
(Foto: Assessoria)

22 de setembro de 2021 - 22:16 - Atualizado em 23 de setembro de 2021 - 11:23

Um coveiro foi afastado da função, após denúncia do Ministério Público do Paraná (MPPR). ele e o filho foram acusados pelos crimes de corrupção passiva e vilipêndio de cadáver. Ambos também foram proibidos de se aproximar do cemitério e dos funcionários. O crime aconteceu em Terra Roxa, no oeste do Paraná.

Pai e filho teriam cobrado, de pelo menos duas pessoas, um pagamento extra para realizar a exumação de cadáveres, serviço que já fazia parte da função do coveiro. Além disso, a dupla teria, em diferentes ocasiões, vilipendiado cadáveres durante o sepultamento.

MPPR relata que o filho do coveiro, mesmo não sendo funcionário público, prestava serviços no cemitério com o pai, cobrando os serviços da população, tanto diretamente quanto por meio do pai, que se aproveitava do cargo público.

Recentemente, houve a terceirização dos serviços prestados no Cemitério Municipal e os denunciados teriam passado a dificultar o trabalho da funerária contratada pelo Município, abordando familiares dos falecidos para oferecer serviços no cemitério e pedindo a compra de materiais para sua execução. Além disso, teriam passado a ofender os funcionários da empresa.