Segurança

Motorista refém durante crime contra gerente de banco revela detalhes: “Se você parar eu mato você”

Homem contou que passava próximo do local no momento do crime e criminoso invadiu seu carro

Guilherme
Guilherme Becker / Editor reportagem da RIC Record TV Curitiba
Motorista refém durante crime contra gerente de banco revela detalhes: “Se você parar eu mato você”
(FOTO: REPRODUÇÃO/ RIC RECORD TV)

29 de dezembro de 2020 - 13:26 - Atualizado em 29 de dezembro de 2020 - 13:26

Um motorista de aplicativo foi refém após a morte da gerente de banco Tatiana Lorenzetti, na tarde desta segunda-feira (28), em Curitiba. O homem estava próximo da agência bancária e viu o autor dos disparos invadir seu carro. Como o criminoso estava armado, ele foi obrigado a fugir com o veículo.

“Se você parar eu mato você”, teria dito o criminoso ao motorista que seguiu as coordenadas do autor do disparo que matou a mulher. Em determinado momento, o suspeito pulou do carro e tentou uma fuga a pé, porém acabou morto por policiais.

Ainda de acordo com o motorista de aplicativo, por volta das 13h, ele viu o exato momento que o criminoso disparou contra a mulher. Na sequência o autor do disparo fugiu em sua direção, mas não entrou no carro no primeiro momento. Quando o trabalhador tentava acessar a Avenida República Argentina, o suspeito entrou no automóvel.

Nesta terça-feira (29), a Polícia Civil informou que outros dois suspeitos de envolvimento no crime foram presos. A investigação trabalha em duas linhas, latrocínio e feminicídio, pois a vítima já tinha registrado boletim de ocorrência contra o ex-marido.

O ex-marido de Tatiana foi voluntariamente nesta terça-feira (29) à Delegacia da Mulher para prestar depoimento.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.