Segurança

Em interrogatório, motorista que atropelou policial confessa embriaguez: “Tomei um gole”

Homem de 65 anos revelou ao delegado que carro estava em condições de manutenção boa e acidente foi causado por causa de um erro nos pedais

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Em interrogatório, motorista que atropelou policial confessa embriaguez: “Tomei um gole”
(FOTO: DIOGO CORDEIRO/ RIC RECORD TV)

14 de maio de 2021 - 16:03 - Atualizado em 15 de maio de 2021 - 15:13

O motorista que atropelou um policial militar, que estava de folga, em frente a uma farmácia em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, prestou depoimento. No interrogatório ao delegado Fábio Machado, José Moacir de Lima confessou que havia ingerido bebida alcoólica pouco antes do acidente, no dia 6 de maio deste ano.

“Tomei um gole. Tomei uma latinha de cerveja em um bar de um conhecido”,

confessou o motorista, ao relatar que estava bebendo no Jardim Cruzeiro e na sequência pegou o carro para ir embora.

Entretanto, apesar de confirmar a embriaguez, que já havia sido comprovada em teste do bafômetro no dia do acidente, José Moacir revelou que o colisão foi causado em virtude da chuva.

“Eu desço na rua reto, bem na curva ali aconteceu de ‘resbalar’ o pé, invés de frear, eu acelerei. Porque estava molhado por causa da chuva. E não deu tempo de nada, o carro embalou”,

declarou o motorista.

O homem, que há mais de 30 anos foi absolvido de um homicídio por legítima defesa, foi encaminhado à Central de Flagrantes após receber alta do Hospital Cajuru. Autuado em flagrante pelo crime de lesão corporal culposa agravada pela embriaguez ao volante, o motorista não entregou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) até o dia 12 de maio.

“Certifico, para os devidos fins, que até o momento, o indiciado não procedeu a entrega de sua CNH perante este cartório criminal”,

informou a analista Judiciária, Ruth Carla Bergamasco, da 2ª Vara Criminal de São José dos Pinhais.

O motorista responde em liberdade.

Policial tem duas pernas amputadas

policial atropelado é soldado lotado no 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM), da 1ª Cia, em São José dos Pinhais. No momento do acidente, o trabalhador estava em frente a uma farmácia, localizada no cruzamento entre as ruas Almerinda de Oliveira Alves e Dep. Ernesto Moro Redeschi.

vítima foi surpreendida pelo carro desgovernado e acabou sendo prensada entre o automóvel e a parede. No momento do acidente, a via estava molhada. 

O soldado foi encaminhado em estado gravíssimo ao Hospital Cajuru e passou por procedimentos cirúrgicos. Devido a gravidade das lesões, o agente teve as duas pernas amputadas. Nas redes sociais, amigos pedem ajuda para o tratamento da vítima.

soldado atropelado
(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.