Segurança

Motorista faz sinal obsceno para ambulância, bate carro e é atendido pelos socorristas que ofendeu

O homem teria feito sinais obscenos com a mão para os profissionais e seguido o trajeto, mas sofreu um acidente de trânsito apenas duas quadras depois

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Paulo Fischer | repórter cinematográfico da RIC Record TV
Motorista faz sinal obsceno para ambulância, bate carro e é atendido pelos socorristas que ofendeu
(Foto: Ilustração/ Geraldo Bubniak/AEN)

2 de maio de 2021 - 12:14 - Atualizado em 2 de maio de 2021 - 12:14

Um acidente registrado na madrugada deste domingo (2), na Avenida Marechal Floriano Peixoto com a Rua Julio Cesar Ribeiro, no bairro Hauer, em Curitiba, chamou a atenção pelas circunstâncias em que ocorreu. O motorista de um dos veículos envolvidos na colisão teria passado por uma ambulância do Siate momentos antes e feito sinais obscenos para os socorristas. O que ele não imaginava, porém, é que sofreria um acidente e seria atendido exatamente pelos profissionais que ofendeu.

Conforme informações dos socorristas, eles transitavam pela avenida quando foram passados pelo condutor de um veículo modelo Gol, branco, que seguia sentido bairro. O homem teria feito sinais obscenos com a mão para os profissionais e seguido o trajeto.

Apenas duas quadras depois, o motorista se envolveu em uma batida com um Agile e o Siate foi chamado. Como estava nas proximidades, a ambulância acionada foi a dos socorristas que tinham cruzado com o homem minutos antes.

O atendimento, claro, foi realizado da mesma forma. Das três vítimas envolvidas na colisão, uma delas recusou encaminhamento a uma unidade de saúde e outras duas, jovens de 20 e 31 anos, foram levadas ao Hospital Cajuru com ferimentos moderados.